Sustentabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4633 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE
E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - SEMADS

RIOS E CÓRREGOS
Preservar - Conservar - Renaturalizar

A RECUPERAÇÃO DE RIOS
Possibilidades e Limites da Engenharia Ambiental

Projeto PLANÁGUA SEMADS / GTZ de Cooperação Técnica Brasil – Alemanha
Abril de 2001
1

Depósito legal na Biblioteca Nacional conforme decreto no 1.825 de 20 de dezembro
de 1907.B 612
Binder, Walter
Rios e Córregos, Preservar - Conservar - Renaturalizar
A Recuperação de Rios, Possibilidades e Limites da Engenharia
Ambiental
- Rio de Janeiro: SEMADS, 1998
41p.: il.
ISBN 85-87206-04-4
Cooperação Técnica Brasil-Alemanha, Projeto PLANÁGUASEMADS / GTZ
Inclui Bibliografia.
1. Meio Ambiente. 2. Recursos Hídricos. 3. Obras Hidráulicas
4. Saneamento. 5. EngenhariaAmbiental. I. PLANÁGUA. II. Título.
CDD 333.7

1ª edição 08/1998
2ª edição 05/1999
3a edição 04/2001
4ª edição 03/2002

O Projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ, de Cooperação
Técnica Brasil – Alemanha vem apoiando o Estado do
Rio de Janeiro no Gerenciamento dos Recursos Hídricos
com enfoque na proteção dos ecossistemas aquáticos.
Coordenadores: Antônio da Hora, Subsecretário Adjunto de Meio AmbienteSEMADS
Wilfried Teuber, Planco Consulting/GTZ

Campo de São Cristóvão, 138/315
20.921-440 Rio de Janeiro - Brasil
Tel/Fax [0055] (021) 2580-0198
E-mail: serla@montreal.com.br

2

APRESENTAÇÃO
A presente informação foi elaborada no âmbito do Projeto PLANÁGUA,
de Cooperação Técnica Brasil – Alemanha, baseada na publicação do
consultor Walter Binder, do Departamento Estadual deRecursos Hídricos
da Baviera - Alemanha e tem como objetivo apresentar alternativas de
recomposição de rios impactados, que tiveram as condições naturais
alteradas por obras realizadas em seu leito. A grande demanda dessa
brochura, em todo o Brasil, nos motivou para uma nova edição.
Experiências realizadas na Europa demonstram que a recomposição de
rios, buscando restabelecer seu estado natural, épossível, mesmo com
as restrições impostas no meio rural e urbano.
O conhecimento dessas experiências de recomposição e seus respectivos
custos, despertam para aspectos que devem ser levados em conta nas
fases de planejamento e projetos de intervenção em cursos hídricos.
As alternativas técnicas apresentadas neste trabalho, constituem-se
importantes instrumentos a serem utilizados no resgatedo valor ecológico
e paisagístico e na manutenção e ampliação das possibilidades de uso
dos rios pela sociedade.
Temos sempre a obrigação e a possibilidade de conservar rios em
condições naturais, evitando a destruição de nossos ecossistemas
aquáticos e ao mesmo tempo economizando enormes recursos para uma
futura recuperação.

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e
DesenvolvimentoSustentável

3

Baseado na publicação em alemão
Der naturnahe Ausbau von Flüssen - Möglichkeiten und Grenzen
Autor: Walter Binder Coordenador da Divisão de Engenharia Ambiental
Departamento Estadual de Recursos Hídricos,
Munique, Baviera, Alemanha
Endereço: Lazarettstr. 67
D- 80636 München

Tradução e Adaptação
Alvaro Werner
Dionê M. Castro
Fernando Riker
Guido Gelli
Henrique LernerIngeborg Buschle
Isaura Fraga
Jackeline Motta
Leila Heizer
Wilfried Teuber

Projeto PLANÁGUA SEMA / GTZ
Secretaria Estadual de Planejamento - SECPLAN
Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas - SERLA
Secretaria Estadual de Meio Ambiente - SEMA
Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas - SERLA
Projeto PLANAGUA SEMA / GTZ
Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMAProjeto PLANAGUA SEMA / GTZ
Secretaria de Estado, Extraordinária, de Projetos Especiais
Projeto PLANAGUA SEMA / GTZ

Fotos e gráficos

Arquivo Bayerisches Landesamt für Wasserwirtschaft,
Munique, Alemanha

Capa

Publicidade RJ 2001

Foto da capa

Rio Preto em Visconde de Mauá
(PLANÁGUA)

Editoração

Jackeline Motta dos Santos

4

A RENATURALIZAÇÃO DE RIOS
Possibilidades...
tracking img