Sustentabilidade local

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4472 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUSTENTABILIDADE LOCAL
Cleonice Alexandre Le Bourlegat
Doutora em Geografia (Desenvolvimento Regional e Planejamento Ambiental) e
coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local da
Universidade Católica Dom Bosco.
E-mail: mdlocal@ucdb.br

INTRODUÇÃO
A sustentabilidade tornou-se o
grande desafio do mundo atual, diante
da globalidade, fenômeno entendido
como aconectividade total dos lugares,
via rede de interações sociais.
A globalidade significou uma
mudança qualitativa do planeta, não só
porque o transformou em um único
sistema, o sistema-mundo, mas também
porque as interações em rede ocuparam
todo o espaço possível existente,
transformando-o em um organismo
independente e auto-organizador. Isso
só foi possível, com o surgimento de
uma estruturade organização e
movimento,
muito
complexa,
constituída por vários campos de
interação em rede, que se integram, se
colidem ou se superpõem, atingindo
várias dimensões da realidade, com
unidades ordenadas em várias escalas,
desde a local até a global.
Como sistema, o planeta passou a
ser regido pela lei das incertezas, como
também se transformou na única fonte
de recursos vitais àsobrevivência e
depositário das energias e matérias de
seus componentes.
Concomitantemente, a crise geral,
de diversas naturezas que afeta as várias

dimensões (social, econômica, política,
cultural, ética, ambiental), atingindo a
totalidade do planeta, desde os anos 70,
compromete sua sustentabilidade.
A vida do sistema, segundo
Norbert Wiener manifesta-se por meio
de um dado padrão deorganização em
movimento e pode tender para a
entropia, quando a desintegração desse
padrão for mais rápida que seu processo
de reconstituição. Para fazer frente a
esse desafio, o planeta Terra, como um
sistema auto-organizador, impulsiona
mudanças internas, capazes de produzir
adaptações ou novas estruturas que o
levem à superação dessa tendência,
afetando suas micro estruturas..
Oesforço auto-organizador visa
soluções racionais, capazes de alterar os
fundamentos do metabolismo desse
macro-sistema, no sentido de garantir
sua sustentabilidade. Afinal o sistemamundo está conhecendo os limites de
seus recursos naturais e o modelo de
integração em rede tem-se reproduzido,
através de um princípio gerador de
insuportáveis níveis de desigualdade e
exclusão social, que aoameaçar a
ordem geral de sua estrutura e de seus

princípios de funcionamento, coloca em
risco a vida nele existente.
A nova condição vivida no mundo
passou a exigir da humanidade um
comportamento estratégico, para lidar
com
situações
contingentes
e
ameaçadoras do quadro de vida

existente. Esse comportamento requer
uma visão holística, da realidade, no
sentido de melhor interpretar aatual
complexidade estrutural do sistema
planetário e nele agir de forma
sistêmica.

Desafios da sustentabilidade no atual sistema-mundo: a complexidade
Por trás da ordem estabelecida no
universo, existe uma necessidade
inerente de existir, por meio da criação
de estruturas complexas, obtidas por
combinações e conexões entre unidades
diversas, em várias escalas de
organização. Esseimpulso criativo
manifesta-se
desde
o
mundo
subatômico até o nível planetário e
mesmo além dele, podendo-se saltar,
por meio de combinações, dos
elementos inertes aos seres vivos e o da
vida à vida inteligente. Esse impulso
tem como princípio a economia das
estruturas ligadas, pois juntos os
elementos da natureza conseguem
minimizar a energia necessária para se
autopreservar. A capacidadede gerar
energia pela interação mútua (interativa/
cooperativa) é o que de fato distingue
um sistema do outro.
A complexidade dessa realidade
relacional do mundo constitui-se da
superposição de diversos campos de
interações sociais, assim como de suas
conexões com a natureza. O
entendimento
desse
complexo

multidimensional
e
multiescalar
implicam em aprender a captar “o que...
tracking img