Surgiu o sso e sua trajetoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2180 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


CURSO DE SERVIÇO SOCIAL – 2ª Fase

Disciplina: FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E TEÓRICO-METODOLÓGICOS DO SERVIÇO SOCIAL.

Delirdes Pereira – RA 4300067040
Edviges Fusinato Ferreira – RA 3815682506
Gabriela Keiko Misono Isago – RA 5527108578
Jeshua Maria Moura – RA 5320982062
Pâmela Cristine Avelino – RA5532111053


ATPS –COMO SURGIU O SSO E SUATRAJETORIA–



Tutora Externa: Vera Lúcia de Leão
Credencial: CRESS 4045



Joinville – SC
set/2012
PÓS REVOLUÇAO INDUSTRIAL – QUESTÕES SOCIAIS E ASSISTENCIA SOCIAL NO BRASIL

O filme retrata as questões sociais nos anos 30 devido a implantação do Capitalismo trouxe a industrializaçào vizando a produtividade. A produção artesanal tornou-se ineficiente. Ostrabalhadores rurais deixaram a lavoura e migraram para as cidades o chamado exodo rural. A mão de obra oprária abundante faz com que a classe dominante exija o máximo e os operarios nao tem escolha e sujeitam-se as más condições de trabalho; esses são forçados com o aumento da produtividade num ritmo exaustivo, que ultrapassava os limites fisicos e psicológicos dos mesmos causando doenças mentaise físicas, hoje conhecida como LER (Lesão de Esforço Repetitivo), por conta dessa demanda recebiam baixos salários, moradias sub humanas, o que ganhavam não supria nem as necessidade de alimentação criando uma desestrutura familiar. Fica evidente a ação do capitalismo x o proletariado que proporcionou aumento da pobreza e a concentraçao da riqueza para poucos. Os operários produziam a riqueza masnão usufruiam da mesma. O abuso de autoridade era gritante as organizações eram vistas como uma máquina na qual os individuos eram tão somente uma peça.
No Brasil em 1930 a sede do Distrito Federal era o Rio de Janeiro, possuia uma população numerosa, consequência em parte do exodo rural. Com o crescimento da industrialização e das populações das areas urbanas surge a necessidade decontrolar a massa operária e nesse contexto surge no Brasil o Serviço Social, com intuito de atrelar as classes subalternas ao Estado, absorvendo os conflitos sociais, facilitando sua manipulação e dominação, Iamamoto (1998).
Em 1936 e 1937 com a organização dos leigos da Igreja Católica foram criadas as primeiras Escolas de Serviço Social no Brasil, nas Pontificias Universidades Católicas de SaoPaulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul respectivamente.
No período da ditadura do Estado Novo (1937/1945) foram criadas as instituições de assistência social no Brasil, conforme relata Maciel, Tepedino & Campelo (2001) e dentre as quais citamos algumas:
A criação do Conselho Nacional de Serviço Social – CNSS em 1938, centralizava e organizava as obras assistencias públicas e privadas,utilizando os clientes como forma de manipulaçao das verbas e subvenções públicas.
Em plena ditadura de Vargas, é criada em 1942, a Legião Brasileira de Assistência – LBA, primeira instituição assistencial de porte nacional, devido o enganjamento do país na segunda guerra mundial, cujo objetivo era prover as necessidades das famílias enquanto seus provedores estavam na guerra, bem como as grandesinstituições que irão configurar o que hoje conhecemos como Sistema S – SESI, SESC, SENAC, SENAR e SENAI.
Em 1943 também foi promulgada a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
A partir de 1946 a 1964 temos um panorama que não constatou mudanças significativas no campo das instituições de assistência. A fundaçao Leão XIII criada em 1946 pelo Governo Federal, atuava junto aos moradores dasfavelas era articulada pelo estado e a hierarquia catolica. Na década de 70 instituições são fortalecidas pela política desenvolvimentista, modernizada visando o controle sobre a sociedade; a LBA realizou concurso público preenchendo vagas inclusive na área de Serviço Social.
Na Constituição Federal de 1988, tivemos o reconhecimento da Assistência Social com nome de Seguridade Social, somente...
tracking img