Surdo-mudo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1022 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EDUCAÇÃO ESPECIAL





Resumo
As crianças com necessidades especiais são aquelas que, por algumas especie de limitação requerem certas modificações ou adaptações no programa educacional, a fim de que possam atingir seu potencial máximo. Essas limitações podem decorrer de problemas visuias, auditivos, mentais ou motores, bem como condição ambiental desfavoráis. O presente artigo efatiza oaluno surdo-mudo e quais as possibilidades de aprendizagem para seu desenvolvimento educacional.

Palavras-chave: Educação Especial. Surdo-mudos. Métodos.



INTRODUÇÃO

Deficiência auditiva é o nome usado para indicar perda de audição ou diminuição na capacidade de escutar os sons. Qualquer problema que ocorra em alguma das partes do ouvido pode levar a uma deficiência na audição. Paraque aconteça uma boa inclusão escolar do educando é necessário que haja uma cumplicidade entre professor e aluno. É também preciso que o professor esteja em constante atualização, reconhecendo as necessidades de desenvolver métodos de conversação com o aluno, de acordo com seu grau de entendimento, seja ele visual ou auditivo.
Ao receber um aluno com necessidades especiais, o professorprovavelmente se sentirá inseguro e com muitas dúvidas. O recomendável para que essas interrogações desapareçam, que se procure informações sobre a criança em seu ambiente familiar, com outros setores da escola e até mesmo com a simples observação de comportamentos do aluno. Porém, apesar das muitas tentativas do professor, na maioria das vezes o aluno com deficiência auditiva necessita deatendimento em salas de recursos em turno inverso ao da aula. Nessas salas o educando irá desenvolver suas habilidades com auxílio de profissionais da saúde e professores especializados, pois em alguns casos um só professor pode "não dar conta" das necessidades do seu aluno.



1. A ESCOLA


A criança com surdez que for inserida em uma classe comum do ensino regular, provavelmente iránecessitar de atendimento diferenciado, A variedade de problemas enfrentados pela criança surda-muda é tal, que muitas vezes apenas um professor pode não conseguir lhe prestar o apoio necessário. Ela poderá necessitar de profissionais da área da saúde e de professores para acompanhamento pedagógico.
O professor, ao receber um aluno com deficiência auditiva, provavelmente ficará inseguro e commuitas dúvidas. Poderão surgir perguntas como: Como é esse aluno? Como ele se comunica? Ele vai me compreender? Se eu conversar com ele me olhando, ele vai entender pela leitura facial?
Além do conhecimento sobre o assunto: Deficiência Auditiva, o professor deve ter atitude reflexiva diante da questão, usando a sensibilidade e o bom senso na solução dos problemas que poderão surgir apartir da relação aluno/professor.
Na sala de aula o  aluno com surdez deve estar posicionado em um local onde possa enxergar o professor de frente, especialmente com seu rosto iluminado. Isso facilita a leitura facial, bem como pistas como gestos e expressões faciais e corporais.
É importante que o professor, ao receber em sua turma um aluno com deficiência auditiva, informe as outrascrianças que irão receber um colega diferente.
Deve explicar-lhes que se trata de uma criança surda-muda, que portanto, não poderá ouvi-los e nem falar com eles, mas que com o tempo encontrarão formas de interação. Além dos recursos visuais, também podem ser utilizados objetos concretos como fotos, gravuras e desenhos. Ainda podem ser utilizados línguas de sinais, mímicas e gestos queajudem a dar sentido ao que está sendo estudado.



2. MÉTODOS
A afeição, a emoção, o carinho e a amizade entre o professor e a criança com surdez são componentes essenciais e fundamentais nas atividades de conversação e diálogo, isto é, na interação.
A comunicação visual é essencial, tanto para o aprendizado da língua portuguesa oral quanto para a aquisição da linguagem de sinais.
 Para o...
tracking img