Surdez congenita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3849 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE UBERABA
CURSO DE MEDICINA

TRABALHO DE SURDEZ CONGÊNITA

Uberaba – MG
2012 / 2

Trabalho Surdez Congênita



A surdez corresponde a uma diminuição do sentido da audição: pode-se tratar de uma incapacidade total para ouvir ou de uma perda parcial, também denominada hipoacusia.

Proposito do trabalho:
- Estudo embriológico de surdez congênita , tema estudado no4/ período do curso de medicina da Universidade de Uberaba.
Estudo elaborado através de livro ( referencias ) de algumas aulas aulas que foram ministradas no decorrer do clico básico de medicina, as quais completaram a síntese do trabalho proposto, nos facilitando o aprendizado.

Introdução do Tema:

Todo bebê está submetido a apresentar possíveis problemas auditivos ao nascer ouadquiri-los nos primeiros anos de vida. Com a finalidade de prevenir a deficiência auditiva ou até mesmo de remedia-la iremos abordar causas, métodos de prevenção, e profilaxias indicadas para a patologia referida.

1° Tópico –
Formação e Origem Embriológica do Sistema Auditivo.
Resumo do Aparelho Faríngeo:
Durante a quarta e quinta semanas, a faringe primitiva é limitada lateralmente pelos arcosfaríngeos. Cada arco é constituído por um eixo de mesenquima, coberto, externamente, por ectodermae, internamente, por endoderma. O mesênquima original de cada arco deriva do mesoderma: mais tarde, células da crista neural migram para os arcos e constituem a fonte principalde seus componentes de tecido conjuntivo, incluindo cartilagem, osso e ligamentos da região oral e facial. Cada arco faríngeocontem uma artéria uma aste cartilaginosa, um nervo e um componente munscular. Externamente, os arcos faríngeos são separados pelos sulcos faríngeos ( fendas ). Internamente, os arcos faríngeos são separados por evaginaçôes da faringe – as bolsas faríngeas. Onde o ectoderma de um sulco entra em contato com o ectoderma de uma bolsa, formando-se as membranas faríngeas. Os arcos, bolsas, sulcos emembranas constituem o aparelho faríngeo. O desenvolvimento da linga, face, lábios, mandíbula e maxila, palato, faringe e pescoço envolvem sobretudo a transformação do aparelho faríngeo nas estruturas adultas.
Os sulcos faríngeos esaparecem, exceto o primeio par, que persiste como o meato auditivo externo. As membranas faríngeas também desaparecem, exceto o primeiro par, que se transforma nasmenbranas timpânicas. A primeira bolsa faríngea dá origem à cavidade timpânica, ao antro mastódeo e à tuba faringotimpânic. A segunda bolsa faríngea esta associada ao desenvolvmento da tonsila palatina. O timo deriva do terceiro par de bolsas faríngeas e as paratireoides formam-se do terceio e do quarto par de bolsas faríngeas.

Formação e Desenvolvimento do Aparelho Auditivo
A vesícula óticaorigina-se do ectoderma da superfície durante a quarta semana. A vesícula forma o labirinto membranoso da orelha interna. A vesícula ótica divide-se em :
- uma parte aurículas, dorsal, que da origem ao utrículo, aos ductos semicirculares e ao ducto endolinfatico.
- uma parte sacular, ventral, que da origem ao sáculo e ao ducto coclear.
O ducto cloclear da origem ao órgão espiral ( de Corti).O labirinto ósseo desenvolve-se a partr do messenquima adjacente ao labirinto membranoso. O epitélio que reveste a cavidade timpânica, o antro mastódeo e o tubo faringotimpanico ( trompa auditiva ) é derivada do ectoderma do recesso tubotimpanico, que se origina da primeira bolsa faríngea. Os ossículos auditivos ( martelo, bigorna e estribo ) desenvolve-se das extremidade dorsais dascartilagens dos primeiros dois arcos faríngeos. O epitélio do meato acústico externo desenvolve-se do ectoderma do primeiro sulco ( fenda ) faríngeo. A membrana do tímpano deriva de ter fontes:
- endoderma da primeira bolsa faríngea
- ectoderma do primeiro sulco faríngeo
- mesenquima entre essas camadas
O pavilhão da orelha origina-se de seis saliências auriculares que se formam de proeminências...
tracking img