Suporte enteral e parenteral no doente crítico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUPORTE ENTERAL E PARENTERAL NO DOENTE CRÍTICO
Plinio N Gomes- Curso CTI Out09

O MEU PACIENTE NECESSITA DE TN?
Bases da Avaliação Nutricional
ASG, exame físico, histórico alimentar, medicamentos em uso, dados laboratoriais

Contexto clínico-cirúrgico Aspectos clínico-nutricionais das co-morbidades Objetivos relativos a Terapia Nutricional

MODALIDADES DE TERAPIA NUTRICIONAL
Nutriçãooral + suplementos orais Nutrição oral + enteral por sonda Nutrição enteral + parenteral Nutrição parenteral exclusiva Nutrição contínua/intermitente Nutrição cíclica (diurna/noturna)

JUKKA TAKALA
Curr.Opin.Clin.Nutr.Metab.Care 1999; 2(2):153

“Progressive depletion in critically ill patients - an unsolved clinical problem that persists !!!” - Ressuscitação primária com sucesso: ⇒ Complicac/ falência de múltiplos orgãos e sistemas: - 5 - 10% dos pacientes graves tem permanência ↑↑ - Consomem até 50% dos recursos da terapia intensiva - Nesse pequeno subgrupo de pacientes graves, apesar das tentativas de redução das perdas da proteína corporal pela nutrição, a depleção nutricional é inevitável !!! - Princípio fundamental : “Primum non nocere”

SEPSIS

DIFERENÇAS ENTRE DIETASENTERAIS
Contém nutrientes em sua forma intacta (proteínas, açúcares) ou fracionada Densidades calóricas nas fórmulas prontas (packs) de 1-2 kcal/ml. 85% de água numa fórmula de 1kcal/ml Diferentes teores de proteínas (4-32%) e de relação CHO/LIP

NRS≥ 3= iniciar TN

O ACESSO
Planejar a via de acesso Protocolo de colocação do acesso Controle pós-execução do acesso Estrutura da equipe ehospitalar
Quem fornece Quem avalia Quem interrompe

PROTEINMETABOLIC STATE-RECOMMENDED AMOUNTS
Normal condition, no stress: 0.8 g/kg/d Mild stress: 1.0–1.2 g/kg/d Moderate stress: 1.2–1.5 g/kg/d Severe stress: 1.5–2.0 g/kg/d Renal failure, predialysis: 0.6–0.8 g/kg/d Renal failure, dialysis: 1.2–1.5 g/kg/d Hepatic failure: 0.8–1.2 g/kg/d

I GUESS…

CÁLCULO DA META CALÓRICA
Fórmulasestimativas do Gasto Energético Medida do Gasto Energético
Por Calorimetria Indireta Respiratória Por Calorimetria Indireta Circulatória

DETERMINAÇÃO das NECESSIDADES CALÓRICAS e PROTÊICAS na NUTRIÇÃO PARENTERAL
Estado Nutricional Hipermetabolismo (Jejum c/ agressão) Desnutrição Manutenção GER x 1,10 GEB x 1,30 GEB x 1,00 --1,5 - 2,0 g/Kg/dia 100 CHO: 3-4mg/Kg/min GER x 1,00 GEB x 1,20 GEBx 1,00 --1,2 - 1,5 g/Kg/dia 120 LIP : 0,5-1,0g/Kg/dia

Parâmetros Nutricionais Gasto energético - Medido (GER) - A - Calculado (GED)
Fator: Ação Dinâmica Específica

- Ganho Ponderal Proteína - Acamado (A) Relação Kcal/gN2

Calorias

15-30% GE; w3=0,1-0,2g/kg; 4-8%kcal tot AL •Lipídio modulado ou estruturado: TCL /TCL-TCM/SMOF®/Omegaven ® /Lipidem ®; ® •Manter a TG < 350 mg% e OSM-SAP <1000; Taxa máx infusão Lip: 0,11 g/kg/h

TOTAL PARENTERAL NUTRITION MACRONUTRIENT CALCULATION
Energy needs: 2000 kcal/d. Fluid needs: 2400 mL/d.
Protein needs: 120 g/d. TPN: Protein contains 4 kcal/g, so 120 g protein = 480 kcal.2000 total kcal - 480 protein kcal = 1520 kcal (to provide as nonprotein kcal). Lipid: 1520 kcal × 0.25 = 380 kcal. Provided as 20% Intralipid: has 2 kcal/mL (380 kcal÷ 2 kcal/mL) = 190 mL Intralipid. Dextrose: 1520 kcal × 0.75 = 1140 kcal. Dextrose has 3.4 kcal/g (1140 kcal ÷ 3.4 kcal/g) = 335 g dextrose. Volume (using 10% amino acid, and 70% dextrose solutions).

Volumes: Protein: 120 g ÷ 0.1 = 1200 mL. Dextrose: 335 g ÷ 0.5 = 670 mL. Lipid: 190 mL. Electrolytes and other additives: approximately 100 mL. Total volume = 2160 mL. Fluid needs: 240 mL sterilewater.

ELECTROLYTE REQUIREMENTS FOR ADULTS
Substrate Sodium: Potassium: Chloride: Acetate: Calcium: Magnesium: Phosphorus: Usual 2 mEq/kg/d 1 mEq/kg/d 2 mEq/kg/d 1 mEq/kg/d 10 mEq/d 16 mEq/d 15 mmol/d DoseRange 0.5–5mEq/kg/d 0.5–2 mEq/kg/d 0.5–4 mEq/kg/d 0.5–2 mEq/kg/d 5–15 mEq/d 8–32 mEq/d 5–30 mmol/d

O SN NA ATENÇÃO MULTIPROFISSIONAL
Consenso sobre práticas clínicas Ajuste do aporte...
tracking img