Supermercado compre mais e melhor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4123 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

























FACULDADES COC

FACULDADE INTERATIVA COC

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO









PLANO DE NEGÓCIO









PÓLO RIO PEQUENO
SÃO PAULO

ALUNOS:







Cloves Bevilaqua Neto................................48033
Jacqueline Grisostomo da Costa................48035
Leandro deOliveira.........................................59379









PRÁTICA INTEGRADORA
















SISTEMA TRIBUTÁRIO

6.2








[pic]








1. Razão Social: Supermercado Silva Ltda.- ME
2. Nome da Empresa Escolhida: Compre Mais e Melhor
3. Endereço: Av. Jeronymo Alves de Mello, 2301 – PQ Felicidade – São Paulo – SP – CEP 08000-000
4. Ramo de Atividade da Empresa:Produto de Gêneros Alimentícios
5. Principal Produto / Serviço da Empresa: Frios, Bebidas, Frutas, Legumes, Verduras e Sacarias
6. Número total de funcionários: 10
7. Organograma da Empresa





























Principais impostos que incidem na atividade do supermercado compre mais e melhor


1. IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica.2. COFINS – Contribuição Social sobre o Faturamento das Empresas.
3. CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro Liquido.
4. ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadoria.









1. IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica.
FORMAS DE TRIBUTAÇÃO DAS PESSOAS JURÍDICAS







As Pessoas Jurídicas, por opção ou por determinação legal, são tributadaspor uma das seguintes formas:





a) Simples. b) Lucro Presumido. c) Lucro Real. d) Lucro Arbitrado.
BASE DE CÁLCULO
A base de cálculo do imposto, determinada segundo a lei vigente na data de ocorrência do fato gerador, é o lucro real, presumido ou arbitrado, correspondente ao período de apuração.
Como regra geral integra a base de cálculo todos os ganhos e rendimentos de capital,qualquer que seja a denominação que lhes seja dada, independentemente da natureza, da espécie ou da existência de título ou contrato escrito, bastando que decorram de ato ou negócio que, pela sua finalidade, tenha os mesmos efeitos do previsto na norma específica de incidência do imposto.

















2. COFINS – Contribuição Social sobre o Faturamento das Empresas.Essa contribuição foi criada pela Lei Complementar nº 70, de 30.12.1991.
A COFINS é devida pelas pessoas jurídicas de direito privado ou a elas equiparadas pela legislação do Imposto de Renda e incide sobre o faturamento ou receita bruta mensal, após as deduções estabelecidas pela lei instituidora, a uma alíquota de 3%.
Essa contribuição é arrecadada, fiscalizada e normatizada pelaSecretaria da Receita Federal – SRF, sujeitando-se às normas de fiscalização expedidas pela mesma.
Base de Cálculo: Total de receitas (Lei n.º 9.718/98)
Alíquota: 3% sobre o faturamento bruto
Vencimento: Último dia útil da 1ª quinzena subseqüente ao mês da receita bruta auferida
Formulário para recolhimento: DARF (Documento de Arrecadação da Receita Federal)3. CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro Liquido.







A CSLL é devida pelas pessoas jurídicas de direito privado ou a elas equiparadas pela legislação do Imposto de Renda e incide sobre o lucro, após determinados ajustes estipulados pela lei instituidora, a uma alíquota de 9%.
Essa contribuição é arrecadada, fiscalizada e normatizada pela Secretaria da Receita Federal– SRF, sujeitando-se às normas de fiscalização expedidas pela mesma.
Base de Cálculo: Lucro Líquido do exercício, ajustado, antes da provisão para o Imposto de Renda (Lei nº 7689/88)
Alíquota: Se a empresa fez opção de IRPJ pelo lucro real à alíquota será de 9% sobre o lucro líquido.
Se a empresa fez opção de IRPJ pelo lucro presumido, a alíquota será de 9% x 12% = 1,08% sobre o faturamento....
tracking img