Super bacterias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As superbactérias



























Introdução


As superbacterias são bactérias causadoras de doenças, que por meio do uso indiscriminado de antibióticos, sofrem uma seleção natural, tornando-se mais resistentes às formas de combate por meio de medicamentos.
A formação dessas bactérias super resistentes a antibióticos pode ser conseqüência de umtratamento indevido por meio destes, ou seja, sem prescrição médica, seguindo horários desregulados e sem o período de tempo necessário para o extermínio do fator etiológico.
Um fato importante a ser ressaltado é que estas super bactérias não são necessariamente super destruidoras, visto que qualquer bactéria que é submetida ao tratamento por meio de antibióticos inadequado pode se tornar superresistente, mantendo seus sintomas e características, sofrendo alteração apenas na forma de combate.
As doenças causadas por estes seres pertencentes ao reino monera assolam, em grande parte, os hospitais, principalmente pacientes que se encontram bem doentes.
Casos de mortes causados por super bactérias, principalmente as do tipo KPC, tem sido evidenciados na mídia, pelo grande de números de mortos quetem feito no Brasil, mas apesar de todo esse alarde, as bactérias que sofrem seleção natural podem ser combatidas. Existem medicamentos dos quais elas não desenvolveram imunidade.
Esses pequenos seres fazem com que a população humana se lembre dos tempos em que os antibiótico não existiam, bem como daqueles em que a penicilina eram apenas uma doce utopia. A grande questão é que se não combatermosarduamente esses micro vilões, nosso espécie está fadada à extinção, pois a cada dia mais, os seres humanos se tornam dependentes desse tipo de medicamentos.
















Tipos de superbactéria





• Klebsiella pneumoniae

É uma espécie de bacteria gran-negativa, ou seja, maléfica à saúde, que recebeu este nome por causa de Edwin Klebs, um bacteriologista alemão.Os estudos que identificaram o gene NDM-1, responsável pela super resistencia são recentes, e foram publicados em 2009 por uma revista de grande respaldo no meio médico. Estas bacterias foram encontradas em pessoas que fizeram cirurgia plastica no sul da Ásia.
Essa bactéria é causadora de pneumonia e mais comunmente implicada em infecções hospitalares.


• Escherichia coli

Essas bactériasexistem no intestino humano e cada indivíduo evacua, junto com as fezes, em média um trilhão de Escherichia coli. O contágio se dá por meio do contato com as bactérias de outra pessoa, seja por meio das fezes, ou pela água. Essas, sendo de uma estirpe diferente, acabam não sendo identificadas pelo organismo, que não possui imunidade contra elas.
Foram reconhecidas como superbactérias no mesmoestudo publicado em 2009 pela The Lancet que encaixou as Klebsiella pneumoniae nesta categoria.
A E. coli pode causar doença como toxinfecção alimentar, apendicite, meningite dentre outras. Sua forma de combate é através da lavagem das mãos e alimentos.





















• Staphylococcus aureus

É uma bactéria que se tornou resistente a vários antibióticos, primeiro àpenicilina e depois á meticilina.
Embora o contágio pelo Staphylococcus aureus seja majoritariamente dado por meio de infecções hospitalares, atualmente existe nos EUA casos de epidemia adquirida pela comunidade.
As taxas de mortalidade causadas por essa bactérias são altas. Em teoria os pacientes infecctaos por elas tem 5 vezes mais chances de morte que os infectados por outras bactérias, mas osnúmeros não mostram que os pacientes portadores desse fator etiológico tenham um número de mortalidade maior.
As colônias de S. aureus são mais comuns no sistema respiratório e em feridas. A infecção geralmente não tem sintomas e pode durar de semanas a anos.
Vancomicina e teicoplanina são antibióticos utilizados no tratamento dessas infecções.



• Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase...
tracking img