Sucesso, de fernando capez.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Sucesso não significa felicidade. Felicidade é o estado de quem se sente espiritualmente preenchido, com ou sem sucesso. Tal sensação deixa nossa alma leve e elevada, embora possa ser a todo momento abalada ou interrompida por acontecimentos ou angústias da vida. Duradouro ou passageiro, é um sentimento de plena satisfação. Sucesso tem natureza objetiva, consiste na efetiva realização de projetospessoais, no êxito em atingir metas por muitos almejadas, mas apenas por poucos obtidas. Não depende da felicidade, embora essa possa ajudar a obtê-lo. São distintos, mas um pode levar ao outro.
Se algumas das minhas metas obtidas são hoje também desejadas e perseguidas por diferentes pessoas, isso pode ser qualificado como sucesso, o que me autoriza a dividir situações e detalhes de minhatrajetória, na esperança de contribuir com meu amigo leitor a concretizar seus sonhos nesse competitivo mundo no qual vivemos.
Quero muito ajudá-lo a ter sucesso e acho mesmo que você vai atingi-lo. Independentemente disso, tente vivenciar o maior número possível de momentos felizes.

Falemos, então, sobre o segredo do meu sucesso. Não existe segredo. A fórmula é por demais conhecida, apenaspouco executada, ou melhor, executada por poucos. Nada impede que você seja um deles.
Minha realização profissional foi produto de uma estratégia de longo prazo, iniciada desde os primeiros anos de vida. Meus pais nunca foram ricos, mas sempre colocaram meus estudos e os dos meus irmãos como prioridade. Estudar nos melhores colégios e fazer cursos complementares sempre foram itens de primeiranecessidade em minha casa, muito acima de outras, como vestuário e lazer (compreendendo viagens, carros novos, relógios caros, jóias, badulaques voluptuários, restaurantes e passeios, todos exageradamente qualificados por meus pais como tolices vãs e passageiras). Ao mesmo tempo, eles me deixaram muito claro que estavam se sacrificando por mim, renunciando a prazeres pessoais para eu ter uma formaçãodiferenciada. Entendi o recado.
Amor se retribui com amor. Dedicação com dedicação. Renúncia com renúncia. Desde o primeiro ano primário, criei a meta de fazê-los felizes, pois percebia que se interessavam por mim, fazendo de minhas vitórias a sua felicidade. Cada nota alta era vista como sinal de minha gratidão por sua luta. Cada medalha, uma conquista familiar. Não podia retribuir com dinheiro,logo, recompensava-os com empenho, com horas e horas de estudo. Aos 17 anos, recebi um inesperado telefonema de quatro amigos convidando-me para ir a Itanhaém pular meu primeiro baile de Carnaval. Naquele momento, eu estava no meu quarto, estudando a matéria anotada em meu caderno sobre Biologia (observação: na faculdade, “aposentei” os cadernos, optando por assistir às aulas com a atenção de umlince, memorizando as palavras e até os gestos dos professores). Fomos a Itanhaém. Parti, no entanto, com a consciência pesada. Queria aproveitar o feriado para colocar a matéria em dia. Achava que seriam quatro dias de “pulação” estúpida, sem qualquer proveito útil ao final. Eu sei, era exagero. Não precisava chegar a tanto. Não é “sangria desatada”. Eu era o popular “CDF”, expressão cujosignificado é: “aluno insuportável, que só pensa em estudar; pessoa ‘bitolada’; sujeito chato; mala”. Assim fui, do primário até o último dia do Colegial. Missão: estudar. Ei, calma, espere um pouco! Eu não ficava sem me divertir. Jogava bola na rua, brincava muito, como qualquer criança normal. Tive uma infância muito feliz, da qual guardo muitas recordações.

Apenas era um garoto estudioso. E não mearrependo. Isso não me impediu de ser feliz, pelo contrário. De volta à narrativa, na minha festa de formatura do Colegial, dancei até o final da madrugada, uma inusitada “estripulia” até então. Em compensação, não dormi pela manhã. Cheguei, tomei um banho e retomei os estudos para o vestibular. Meu pai me dizia: “Filho, não terei condições de pagar sua faculdade e a de seus irmãos, por isso,...
tracking img