Sub rogação

Páginas: 7 (1602 palavras) Publicado: 12 de abril de 2011
Modelo de Petição - Rito Sumário
Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da ____________Vara Cível do Foro da Comarca de Londrina/Paraná.

Nome e qualificação do(a) Autor(a):
MARIA DA SILVA, Brasileira, solteira, engenheira civil, residente e domiciliada à Av. Higienópolis, nº 300, Centro, CEP 86.600-000, na cidade e comarca de Londrina/PR, portadora do CPF XXXXXX e do RG. XXXXXXXXda qualificação desta, neste ato representada por seu procurador e advogado XXXXXX, inscrito na OAB/PR sob nº 3068, com endereço profissional na Rua Arthur Thomas, 1474, centro, CEP 86.600-000, na cidade de Rolândia/PR, onde recebe notificações e intimações, vem respeitosamente, perante Vossa Excelência interpor a presente:
AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS, MORAIS E ESTÉTICOS
Em face deCREUSA BARRICHELLO, brasileira, do lar, casada, residente e domiciliada na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, nº 1.300, Vila Operária, CEP 86.300-230, na cidade de Londrina/PR, portadora do CPF 024.823.907-60 e do RG 4.280.312-4.
Pelos fatos e fundamentos que passa a expor:
1. DOS FATOS
Na data de 14/12/2010 às 14:30 horas, a autora, que transitava com seu veículo BMW X5, ano 2010/modelo 2011,placa ABC – 1474, na rua Arthur Thomas, na cidade de Rolândia, foi surpreendida quando cruzava a Rua Willie Davids, a qual salienta-se que carece de sinalização, pelo veículo WW Fusca, ano 66, placa ALE 1432 pertencente à ré, que avançou a preferencial, atingindo o veículo da autora na altura da porta do motorista, arremessando-o contra o poste de iluminação pública.

1.1 Do dano material
Emvirtude da força da colisão, o veículo da autora, avaliado em R$ 400.000,00 (Quatrocentos Mil Reais), sofreu perda total, configurando assim o dano material.
1.2 Do dano estético e moral
A autora sofreu graves lesões, principalmente na região do rosto em função do acionamento dos airbags, que segundo parecer médico anexo (Fls. 07 e 08), após a realização de 03(Três) cirurgias plásticas até o momento,tais lesões que se transformaram em grandes cicatrizes são incorrigíveis, gerando assim, danos estéticos, morais. Vale ressaltar que até o momento a autora desembolsou em cirurgias estéticas o montante de R$ 60.000,00 (Sessenta Mil Reais).
1.3 Das testemunhas
Conforme depoimento das testemunhas que presenciaram a colisão (em anexo – Fls. 10 e 11), o veículo conduzido pela ré cruzou apreferencial em alta velocidade, o que justificou o arremesso do veículo da autora, que possui o dobro do tamanho e peso contra o poste de iluminação pública. Demonstrando assim, a imprudência, negligência e culpa da ré no acidente.
1.4 Da impossibilidade de exercer profissão
A autora exerce a profissão de engenheira civil, a qual atua autonomamente por intermédio de empreitas na construção de casas esobrados, o qual lhe garante meio de subsistência.
O fato é que em razão do acidente e das várias cirurgias sofridas pela autora, a mesma não teve outra opção se não abandonar os 04(Quatro) projetos que estavam em curso sob sua tutela profissional. Conforme os contratos de prestação de serviços anexo demonstram que a autora deixou de ganhar a monta de R$ 80.000,00 (Oitenta Mil Reais), configurandoassim lucros cessantes.
2 – DO DIREITO
O ato ilícito provocado pela ré fica consubstanciado nos termos do art. 186 do Código Civil, abaixo transcrito:
“Art. 186. Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.”
O dever de indenizar está disposto no art. 927 do Código Civil, abaixotranscrito;
“Art. 927. Aquele que, por ato ilícito (arts. 186 e 187), causar dano a outrem, fica obrigado a repará-lo”.
Em face destes princípios basilares de responsabilidade civil, os quais, aplicados sobre o caso em comento, qual seja, a entrada imprudente em via preferencial a outrem, de parte do réu, vindo a abalroar o veículo do autor, impõem e determinam o dever do mesmo indenizar a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Sub-rogação
  • Sub-rogação
  • Sub-rogacao
  • CONTRATO DE SUB ROGAÇÃO
  • Sub-rogação convencional
  • Pagamento com sub-rogação
  • Sub-rogação CÓDIGO CIVIL
  • PAGAMENTO COM SUB-ROGAÇÃO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!