Stogiloides stercoralis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3135 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
* AGENTE ETIÓLOGICO
* O helminto Strongyloides stercoralis.
Reino: Animalia
Filo: Nematoda
Classe: Secernenta
Ordem: Rhabditida
Familia: Strongyloididae
Género: Strongyloides
Espécie: Strongyloides stercoralis
* O S.stercoralis é um pequeno nemátode fusiforme (é o nemátode anão), com a fêmea apenas ligeiramente, se de todo, maior que o macho, ambos comapenas 3 milímetros.
* STRONGYLOIDES STERCORALIS 
* O Strongyloides stercoralis é um nematódeo intestinal com distribuição geográfica ubíqua, apesar de estar mais presente na faixa intertropical. Sua prevalência varia bastante segundo estudos epidemiológicos, sendo entre 3 e 100 milhões de pessoas infectadas. Normalmente a infecção é assintomática, porém, em alguns casos, manifesta-se comextrema gravidade associada à elevada mortalidade.
* O ciclo vital dos nematelmintos apresenta inúmeras semelhanças entre si, desde o modo de infecção, local de colonização até a forma de perpetuação da espécie. O Strongyloides stercoralis, ao contrário de outras espécies que compartilham a mesma classe taxonômica, apresenta uma peculiaridade: pode manter seu ciclo evolutivo sem deixar seuhospedeiro.
* O ciclo vital inicia-se quando a larva filariforme (forma infectante) penetra na pele de um hospedeiro susceptível. Ao ganhar a circulação sistêmica, chega até os capilares alveolares. Adentra os alvéolos, dirigindo-se à glote, ultrapassando no trajeto, bronquíolos, brônquios e traquéia. Posteriormente, é deglutida e atinge o trato gastrintestinal alojando-se na lâmina própria doduodeno e jejuno proximal. O útero do verme-fêmea contém, em média, 10 a 12 ovos, produzindo no máximo, 15 larvas por dia. Após a eclosão, a larva é chamada de rabditóide L1. Para ser infectante, a larva deve chegar ao estágio L3, sua forma filarióide.
* Uma peculiaridade do gênero Strongyloides é que algumas larvas rabditóides, entre as muitas que eclodiram, sofrem uma segunda ecdise antes deserem expelidas nas fezes, ou seja, tornam-se infectantes ainda no intestino grosso do hospedeiro. Essas penetram na mucosa do cólon e reiniciam o ciclo. Aquelas que são eliminadas nas fezes podem vir a evoluir para larvas infectantes (filarióides) no solo ou constituir vida-livre.

* HISTÓRIA
* Este helminto foi descoberto em 1876 por Normand, em Toulon, nas fezes de pacientes com diarréia(soldados que vieram da Conchichina). Os vermes foram recebidos pelo farmacêutico Bavay, que os descreveu com o nome de Anguillula stercoralis. Alguns desses doentes vieram a falecer, em conseqüência da diarréia, e, na necropsia dos mesmos, foram encontrados vermes no intestino delgado, nos canais biliares e ductos pancreáticos, que, aparentemente, diferiam dos primeiros. Bavay, pensandotratar-se de uma nova espécie, descreveu-os agora com o nome de Anguillula intestinalis.
* Foi Leuckart quem mostrou serem as formas estercoral e intestinal pertencentes a uma mesma espécie que é heterogenética, com uma forma parasita paternogenética e outra geração de vida livre bissexuada.
* Em decorrência do complexo ciclo biológico, apresentando diferentes morfologias, o helminto recebeudiferentes nomenclaturas. E 1902 Stiles & Hassal finalmente o denominam Strongyloides stercoralis (em grego, “Strongylos” significa arredondado ou esférico).
* Posteriormente, Durme (1902), Looss (1905), Ranson (1907) e Fulerbon (1914), verificaram que, como no caso do ancilóstomo, há necessidade da larva de Strongyloides fazer uma migração pulmonar e que as formas infectantes penetram, viade regra, pela pele, ate recentemente só se tinha conhecimento da existência de formas femininas parasitas e assim eram elas consideradas paternogenéticas, porem Sandground (1926), tendo nelas encontrado espermatozóides, considerou-as hermafroditas, Kreis (1932), entretanto, descreveu o que considerou machos parasitas do gênero Strongyloides, e Faust (1933-35) assinalou a presença de machos...
tracking img