Stocking - the ethnographer's magic

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Licenciatura em Antropologia Teoria e História da Antropologia - 2012/2013
Ensaio A epopeia do etnógrafo
O autor do texto em questão principia por expor ao leitor a temática que pretende abordar, escrita seguindo uma ordem cronológica. Stocking relaciona a auto-mitificação de Malinowski – o “herói mítico do métodoantropológico” - com o seu trabalho de campo, comparando a metodologia por ele empregue com a Etnografia europeia que o antecede (Stocking, 1983: 71).
Durante longos anos, as teorias sobre o Outro foram formuladas pelos chamados “antropólogos de gabinete”. Estes não viajavam para contactar com os nativos que estudavam, preferindo recorrer ao uso de intermediários amadores – missionários, viajantes, entreoutros – para a recolha da informação (Stocking, 1983: 72). Esta metodologia de trabalho revelou-se pouco rigorosa, pois estes indivíduos não tinham formação na área, não falavam a língua nativa, davam primazia à quantidade, e não à qualidade da informação recolhida, e as suas estadias no local eram de curta duração. Isto resultava em teorias baseadas em dados incorrectos, influenciados pelaspróprias ideologias do intermediário ou por traduções imprecisas (Stocking, 1983: 72, 74). O United States Bureau of Etnhology, preocupado com a qualidade do trabalho etnográfico produzido, começa então a dar formação antropológica a esses intermediários (BAAS, 1887: 173-174 in Stocking, 1983: 72).
É com o Comité das Tribos do Noroeste Canadiano, e mais precisamente com Franz Boas, que deixa dehaver divisão de tarefas entre a teorização e o trabalho de campo propriamente dito. Realizam-se pela primeira vez expedições compostas por etnógrafos qualificados, e abandonam-se as poltronas e gabinetes. (Stocking, 1983:74).
As expedições ao Estreito de Torres, protagonizadas por Haddon, são consideradas um ponto-chave na evolução das metodologias etnográficas na medida em que as equipas passama integrar antropólogos especialistas nas mais diferentes áreas, “cada um com uma competência especial” (Haddon, 1901 in Stocking, 1983:76). Para além disso, Haddon não se limita a acumular artefactos de cultura material, mas preocupa-se por tentar perceber o seu significado simbólico junto dos nativos. Apesar de tais avanços, porém, ainda recorre ao uso de intermediários para a elaboração do seutrabalho etnográfico, cuja linha de pensamento é fortemente evolucionista (Stocking, 1983: 77, 81).
O autor do texto refere ainda as expedições à Austrália, onde é evidente a importância que têm as relações sociais mantidas com os habitantes da localidade estudada. Spencer apenas pôde assistir às cerimónias nativas porque era um bom amigo de Gillen, habitante daquele local há 20 anos, e que,consequentemente, era influente junto dos nativos (Gillen, 1986 in Stocking, 1983: 78; Stocking, 1983: 78-79). Apesar de ambos terem escrito boas monografias, pouco relevo têm hoje na história da etnografia, pois não deram continuidade às suas ideias, quer seja através de “aprendizes”, quer seja pela criação de novas escolas de pensamento (Stocking, 1983: 79-80). Por volta do início da PrimeiraGuerra Mundial, “já o trabalho de campo estava para a antropologia como o sangue dos mártires estava para a Igreja Católica Romana” (Firth, 1963:2 in Stocking, 1983: 83-84).
Rivers, “santo padroeiro do trabalho de campo” (Malinowski, 1916 in Stocking, 1983: 103), interessou-se bastante pelos estudos de parentesco. O seu método concreto permitia, segundo ele, inferir uma multiplicidade decaracterísticas de uma comunidade, dando resposta “a qualquer questão etnográfica”. No seu trabalho denota-se já uma preocupação em enfrentar barreiras linguísticas e traduções defeituosas, em obter dados não contaminados pelos ocidentais, e em elaborar estudos intensivos a longo prazo (Stocking, 1983: 86-89). A publicação do livro Notes and Queries em 1912, no qual ele participa, foi mais um avanço...
tracking img