Stjhdr

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise das personagens
Em Memórias de um sargento de milícias, as personagens, não mudam seu comportamento no desenrolar da história. Por exemplo a personagem principal, o memorando: Leonardinho, desde criança era travesso. Planejava vinganças, criava situações constrangedoras para quem ele não gostava, mas era amado por poucos como o seu padrinho e a comadre. Isso caracteriza o tipo malandro.E até o final do livro Leonardinho não muda esse jeito malandro de viver.

As personagens se destacam por traços gerais e comuns ao grupo que pertencem.Muitas personagens não têm nome pois são alegorias(representações simbólicas) do tipo de gente da época e da classe sócio-econômica a que pertencem. Neste trecho o narrador descreve a Comadre, e em nenhum momento do livro ele cita o seu nome:|Era a comadre uma mulher baixa, excessivamente gorda, bonachona, ingênua ou tola até um certo ponto, e finória até outro; vivia do |
|oficio de parteira, que adotara por curiosidade, e benzia de quebranto; todos a conheciam por muito beata e pela mais desabrida |
|papa-missas da cidade.|


Espaço

O espaço físico apresentado na obra é o meio urbano brasileiro do século XIX. A história se passa no Rio de Janeiro, e descreve seus principais pontos, como igrejas, principais ruas, mas descreve também pontos bem à margem da sociedade, como acampamentos de ciganos e bares.

O autor retrata as classes média e baixa existentes na época, contrariando muitosromânticos que retratavam a aristocracia. Quase em nenhuma parte, o livro retrata um ambiente aristocrático.

No trecho a seguir, sobre o batizado da irmã de Leonardo, pode-se observar como era retratado o meio social:

|Estavam todos sentados, e o Teotônio em pé no meio da sala olhava para um, e apresentava uma cara de velho; virava-se repentinamente |
|para outro, e apresentava uma cara detolo a rir-se asnaticamente; e assim por muito tempo mostrando de cada vez um tipo novo. |
|Finalmente, tendo já esgotado toda a sua arte, correu a um canto, colocou-se numa posição que pudesse ser visto por todos ao mesmo |
|tempo, e apresentou a sua última careta. Todos desataram a rir estrondosamente apontando para o major. |


Teotônio era um tipobem popular e por suas caretas era chamado para animar muitas festas. Tal tipo de "divertimento" era indispensável em festas aristocráticas.


Estilo

Manuel Antônio de Almeida utiliza uma linguagem que se aproxima da jornalística, o que torna claros e objetivos os seus textos. Outro aspecto é a utilização de personagens comuns na época, como o barbeiro, a parteira, o major, tornando,assim, a história mais próxima do leitor.

Memórias de um sargento de milícias foi escrito em forma de folhetim (os capítulos eram publicados em seqüência nos jornais da época, o que prendia o leitor, pois deixava um suspense em relação ao capítulo posterior). Essa característica é utilizada atualmente em novelas, como um resquício do folhetim, com a finalidade de colocar o telespectador emsuspense.

Essa forma de provocar o suspense no leitor pode ser observada neste trecho, que é o final de um capítulo:

|Um grito de espanto, acompanhado de uma gargalhada estrondosa dos granadeiros, interrompeu o major. Descoberta a cara do morto, |
|reconheceu-se ser ele o nosso amigo Leonardo!.... |


Emalguns trechos, o narrador é onisciente, ou seja, ele sabe todos os pensamentos dos personagens. Exemplo são as passagens em que o narrador "entra" no pensamento do personagem:

|Pois enganava-se redondamente quem tal julgasse: pensava em coisa muito mais agradável; pensava em Luizinha. Pensando nela não podia, é|
|verdade, abster-se de ver surgir diante dos olhos o terrível José Manuel....
tracking img