Spda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2522 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIJORGE - CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO

CENTRO POLITÉCNICO

ENGENHARIA CIVIL

ANTEPROJETO
ESTUDO DE E DESENVOLVIMENTO DE UM PÁRA-RAIOS

SALVADOR
2011

UNIVERSIDADE JORGE AMADO

Diego Campos, Ewerton Sousa, Gabriel Gomes, Joab Raoni, Lucas Oliveira, Milena Costa, Rafaela do Vale

ANTEPROJETO
ESTUDO DE E DESENVOLVIMENTO DE UM PÁRA-RAIOSProjeto apresentado como parte da avaliação Multidisciplinar do 3º semestre, do Curso de Engenharia Civil da UNIJORGE, sala 504, sob orientação do Prof. Antônio Luiz.

SALVADOR
2011

Sumário

1. INTRODUÇÃO 4

2. OBJETIVO 4

3. SPDA 5

4. PLANO DE TRABALHO 12

5. PROTÓTIPO 13

6. CONCLUSÃO 15

7. REFERÊNCIAS 15

8. ANEXOS 16

INTRODUÇÃO

Eletrotecnia faz oestudo da aplicação da eletricidade como meio de produção de bens ou de serviços. No certo espaço da História da Eletrotecnia deve entender-se como aplicação da eletricidade para um fim aproveitável, objetivando a redução de prejuízos com as trovoadas, a invenção do pára-raios, em meados do século XVIII, logo no início do estudo científico da eletricidade. Foi provado por Benjamin Franklin em 1752,que hastes de metal, quando em contato com a superfície terrestre poderiam servir como condutores elétricos. Em um dia de chuva ele empinou uma pipa que tinha em sua ponta uma fita de cetim e uma chave de metal. A conseqüência desse experimento foi a formação de uma faísca quando o raio atingiu a ponta da pipa, inventando assim, o pára-raios.

OBJETIVO

O seguinte documento tem porfinalidade elaborar um estudo sobre o Sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), expondo argumentos baseados pela Norma NBR 5419 e salientando a extrema importância da utilização de pára-raios nas edificações.

A instalação do Sistema de proteção tem, essencialmente, duas finalidades. Primeiro, neutralizar o crescimento do potencial elétrico entre o solo e as nuvens, atravésdo escoamento de cargas do meio ambiente para a terra. E oferecer ao raio um caminho preferencial, reduzindo o risco de suas incidências sobre as estruturas. O experimento em questão visa esclarecer o Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas, expondo de forma simples a funcionalidade e eficiência na segurança das estruturas.

O SPDA

Através do fenômeno denominado poderdas pontas, que é a grande quantidade de cargas elétricas que se acumulam em regiões pontiagudas. Em um pára-raios eletricamente carregado, as cargas elétricas se localizam, em sua grande maioria, na ponta, o que faz gerar um campo elétrico mais intenso nessa região do que no restante do pára-raios. Em razão desse campo elétrico, surgem forças de repulsão entre as cargas elétricas, fazendo com queelas se empurrem até que algumas sejam lançadas fora do condutor e fiquem livres no meio ambiente.

Atualmente existem 3 tipos de sistemas de proteção o Pára-Raios tipo Franklin, Gaiola de Faraday e o Método da Esfera Rolante.

O Pára-raios tipo Franklin é instalado no alto de edificações. Este oferece proteção para a edificação (ou parte dela) contida sob o cone de proteção cujovértice encontra-se no topo da haste captora. O Sistema de Franklin é composto por um captador com 4 pontas, montado sobre um mastro cuja altura deve ser calculada conforme as dimensões da edificação, podendo se colocar um ou mais captores para uma proteção mais abrangente. O que estiver dentro desse espaço estará protegido. O Ângulo de proteção variará de acordo com o nível de proteçãorequerido, tipo de ocupação, valor do conteúdo, localização e altura da edificação (conforme figura 1). A norma ABNT NBR 5419 fornece os detalhes da sua especificação. Porém, o método Franklin não se aplica a todos os tipos de edificações, devendo ser utilizados outros métodos, de acordo com a norma ABNT NBR 5419.

4. METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO

Em 1836, O físico e químico inglês...
tracking img