Sondagens

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2198 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Sonda é definida como um tubo que se introduz em canal do organismo. Na definição de cateter temos: instrumento tubular que é inserido no corpo para retirar líquidos, introduzir sangue, soro, medicamentos e efetuar investigações diagnósticas.
A sonda é um instrumento para ser introduzido em um canal ou uma cavidade para fins propedêuticos (determinar a presença de estenose, corpoestranho ou uma outra situação mórbida). Pode ser fina e flexível para explorar ou dilatar um canal natural ou rígida, geralmente com uma extremidade pontiaguda, para separar tecidos de dissecação (BRUNNER & SUDDARTH,1999). 

SONDAGEM VESICAL:
A Sondagem Vesical, embora simples em sua natureza, tem pormenores muito importantes, que se negligenciados podem causar danos ao paciente. Além dautilização de técnica estéril, são fundamentais, uma lubrificação adequada, e manobras extremamente delicadas. Dentre os principais problemas decorrentes da sondagem, existe as infecções, e o trauma uretral. Quando se subestimam os princípios básicos a serem seguidos, e são realizadas manobras inadequadas, intempestivas, forçando-se a progressão da sonda, é que ocorrem lesões. A obstrução urináriacausa repercussões anatômicas e funcionais a montante, e predispõe à instalação de infecção urinária, e à hidronefrose. A obstrução está presente em grande parte das patologias urológicas.
A sondagem vesical pode ser dita de alívio, quando há a retirada da sonda após o esvaziamento vesical, ou de demora, quando há a necessidade de permanência da mesmo. Nestas sondagens de demora, a bexiga não seenche nem se contrai para o seu esvaziamento, perdendo com o tempo, um pouco de sua tonicidade e levando à incapacidade de contração do músculo detrursor; portanto antes da remoção de sonda vesical de demora, o treinamento com fechamento e abertura da sonda de maneira intermitente, deve ser realizada para a prevenção da retenção urinária.
Finalidades:
* Esvaziar a bexiga dos pacientes comretenção urinária;
* Controlar o volume urinário;
* Preparar para as cirurgias principalmente as abdominais;
* Promover drenagem urinária dos pacientes com incontinência urinária;
* Auxiliar no diagnóstico das lesões traumáticas do trato urinário.

Indicações:
* Retenção urinária obstrutiva ou funcional (bexiga neurogênica);
* Certas condições de incontinênciaurinária;
* Perioperatório; doenças da uretra, bexiga e da próstata;
* Lesões extensas de pelve e de períneo;
* Trauma;
* Avaliação contínua da diurese em clientes gravemente enfermos.

Contra indicações:

* Descentralização da próstata
* Uretrorragia
* Hematoma, equimose, e edema em períneo.

Complicações:
* Infecção do trato urinário
* Lesão uretral e bexiga* Obstrução do cateter
* Cálculo renal
* Carcinoma epidermóide
Calibre das sondas:
Adultos: 12, 14, 16*, até 24**
Crianças: 6, 8 e 10
RN: 4

*Escolher sondas de menor calibre (12-16)
**Indicado para os procedimentos urológicos passiveis de formação de coágulos.

Material: gaze estéril; seringa de 20 ml ou 10 ml; agulha de 40x20; ampola de SF;
xylocaína gel lacrada; coletorde urina estéril (sistema fechado); micropore; sonda Foley; homem: uma seringa a mais (xylocaína / água).
Procedimento:
* colocar o paciente em posição (mulher: ginecológica; homem: pernas estendidas);
* lavar as mãos;
* abrir o coletor e fixá-lo na cama, colocar a ponta da conexão sobr o campo fixando-o com adesivo;
* abrir o pacote de sondagem (cateterismo vesical) sobre oleito, no sentido diagonal, colocando uma das pontas sob a região glútea (se paciente abitado, abrir em mesa auxiliar);
* colocar PVPI na cuba redonda, que contém as bolas de algodão;

* abrir a sonda e o resto do material sobre o campo (gaze, agulha, seringa);
* colocar xylocaína na gaze;
* abrir a ampola de água;
* calçar as luvas;
* testar o Cuff da sonda (fazer o...
tracking img