Som no cinema de horror

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1738 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES
DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO
CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL – RADIALISMO





SOBRE O SOM NO CINEMA DE HORROR: PADRÕES RECORRENTES DE ESTILO



Trabalho apresentado como requisito necessário para obtenção da nota da disciplina Sonoplastia.



Aluno: Manoel Meirelles AmorimBatista
Professor: Moacir Barbosa de Souza


NATAL-RN, NOVEMBRO , 2012

SOBRE O SOM NO CINEMA DE HORROR: PADRÕES RECORRENTES DE ESTILO

INTRODUÇÃO:
O cinema de horror está ligado desde seu surgimento ao uso da sonoridade no cinema. Desde o princípio, tanto do cinema de horror quanto do cinema sonoro, houve benefício mútuo entre eles, demonstrando a estreita relação existente entre esses doisobjetos.
Para analisar a importância do som no cinema de horror serão examinados três elementos da sonoridade cinematográfica: o grito, a música e os efeitos sonoros.
Entretanto, primeiramente, é importante procurar estabelecer uma definição, pelo menos estável, do que se considera cinema de horror. Isso deve ser feito tendo em vista que as fronteiras que diferenciam um gênero do outrosão bastante imprecisas, havendo várias situações em que ocorre o enquadramento de uma produção em um ou outro estilo.
Portanto, objetivando minimizar essas divergências a definição aqui usada será fundamentada nos argumentos de Noel de Carrol (1999). O primeiro argumento é no sentido de que o filme de horror precisa causar um sentimento de rejeição ou repugnância no espectador, ou seja, ohorror propriamente dito. O segundo é de que tais filmes devem conter “monstros” que podem ser antinaturais (como criaturas e fantasmas, que não pertencem à realidade física) ou seres naturais (geralmente com alguma anomalia física ou psicológica) que tem por função causar o afeto do horror.


A VOZ:
Dentre os padrões recorrentes nos filme de horror, destacamos inicialmente a voz, que semanifesta de maneira freqüente no grito. O elemento grito é o tipo de voz que mais freqüentemente caracteriza os filmes de horror, tanto que as chamadas “scream queens” (as rainhas do grito) passaram ter grande destaque especialmente a partir de 1970.
Essas divas do grito eram escaladas principalmente em razão do timbre agudo de suas vozes, de maneira que em certos casos era necessário o recurso dadublagem quando as atrizes selecionadas tinham uma voz de tonalidade mais grave.
Dentre as rainhas destacamos, Fay Wray, a primeira a surgir, que projetou seus agudos no filme King Kong 1933. E também Jamie Lee Curtis, a quem se atribui a popularização do termo “Rainhas do Grito” e que estrelou o filme Halloween (1978).
Passando para o ponto de vista cognitivo, percebemos que o gritodesempenha uma importante função nos filmes de horror na medida que identifica o medo da personagem/vítima com o medo do espectador, despertando os sentimentos de repugnância e aversão caracterizadores do gênero.
Em relação aos “monstros”, o sons vocais emitidos por eles geralmente assumem dois tipos de padrão. Se o vilão é de origem natural e humana sua voz assume a textura gutural, comtimbre grave, próximo ao limite de audição humana para baixas freqüências. Dentre os atores que usaram de forma clássica este tipo de voz podemos citar Vicent Price e Christopher Lee, que incorporaram diversos vilões do cinema.
Quando o “monstro” tem origem não-natural (como demônios, fantasmas, extraterrestres etc) é comum usar uma sobreposição de vozes com textura gutural, alteradaeletronicamente. Notável exemplo da utilização desse recurso sonoro foi feito no filme o Exorcista, de 1973.
A explicação para o uso desse tipo de voz para os vilões está no fato de que os timbres agudos de tenores ou sopranos, sugerem mansidão, tranqüilidade e doçura. Já a textura grave dos barítonos assemelha-se aos grunhidos de animais selvagens e, fazendo-se a associação cognitiva natural da...
tracking img