Solos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1807 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ENGENHARIA CIVIL












MECÂNICA DOS SOLOS













MANAUS
2012


ELVIS DE SOUSA CARVALHO
FRANCILIDA LIRA VIEIRA
TURMA CVT05S1













MECÂNICA DOS SOLOS







| |Trabalho apresentado a disciplina de Mecânica dos solos para |
||obtenção de nota parcial do 2º Bimestre. |
| | |
| |Prof. Adelaneide |
|| |




MANAUS
2012
SUMARIO

|INTRODUÇÃO................................................................................................... |04 ||DESENVOLVIMENTO........................................................................................ |05 |
|CLONCLUSÃO.................................................................................................. |12 |
|REFERENCIAS.................................................................................................. |13 |


INTRODUÇÃO
Este trabalho visa apresentar alguns métodosutilizados na construção civil e a importância do estudo da mecânica dos solos para que os mesmo sejam feitos de forma adequada de acordo com os solos a serem utilizados para a construção de prédios e entre outras áreas da construção civil.
TIPOS DE FUNDAÇÕES
 As fundações se classificam em superficiais (diretas ou rasas) e profundas, de acordo com a forma de transferência de cargas da estruturapara o solo onde ela se apóia. A distinção entre estes dois tipos é feita segundo o critério (arbitrário) de que uma fundação profunda é aquela que teria seu mecanismo de ruptura de base que não surgisse na superfície do terreno. Como os mecanismos de ruptura de base atingem, acima da mesma, tipicamente 2 vezes menor sua menor dimensão, a norma NBR 6122 adotou que fundações profundas são aquelascujas bases estão implantadas a uma profundidade superior a 2 vezes sua menor dimensão, e a pelo menos 3 metros de profundidade.
• Principais tipos de fundações superficiais
Bloco: Elemento de fundações de concreto simples, dimensionado da maneira que as tensões e tração nele produzidos possam ser resistidas pelo concreto, sem necessidade de armadura.
Sapata: Elemento de fundaçãosuperficial de concreto armado, dimensionado de tal modo que as tensões de tração sejam resistidas por armadura (por isso a sapata tem menor altura que o bloco).
Sapata Corrida: Sapata sujeita a carga distribuída (ás vezes chamadas de baldrames);
Grelha: Elemento de fundação construído por um conjunto de vigas que se cruzam nos pilares;
Radier: Elemento de fundação que recebe todos os pilaresda obra.


Figura 1
• Principais tipos de fundações profundas
Estacas: Elementos de fundação profunda executado por ferramentas ou equipamentos, execução esta pode ser por cravação a percussão ou prensagem, ou por escavação, ou ainda, mista;
Tubulão: Elementos de fundação profunda de forma cilíndrica que, pelo menos na sua fase final de execução, tema decida de operário (otubulão não difere da estaca por suas dimensões, mas pelo processo executivo, que envolve a descida de operário);
Caixão: Elementos de fundação profunda de forma prismática, concretado na superfície e instalado por escavação interna.






















Figura 2


FUNDAÇÕES PROFUNDAS (TUBULÕES)
- Tipos de tubulões:
A - A Céu aberto:
- sem...
tracking img