Solidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1515 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROPRIEDADES DOS
SÓLIDOS

ESTRUTURA E TIPO
DE LIGAÇÕES
1

REPRESENTAÇÃO
Diferentes estados
da matéria
gás – pouca ordem,
movimentos rápidos.

líquido polar – mais ordenado,
movimentos mais lentos.

-

+

-

+
Sólido
cristalino –
altamente
ordenado

Sólido amorfo

-

+

-

+

Cristal iônico

Cristal líquido

2

Cristal líquido
H3

3

4

5 6

7

CLASSIFICAÇÃO DOS
SÓLIDOS

SÓLIDOS
AMORFOS

SÓLIDOS
CRISTALINOS
ENERGIA DE REDE
8

SÓLIDOS
AMORFOS

NÃO TÊM
ESTRUTURA
CRISTALINA

ISOTRÓPICOS :
PROPRIEDADES MECÂNICAS,
ELÉTRICAS, IND.DE REFRAÇÃO,
INDEPENDEM DA DIREÇÃO

9

FACES DO CRISTAL

MINERAL GALENA : SÓLIDO CRISTALINO 0
1
PbS

SÓLIDOS
CRISTALINOS

ESTRUTURA
CRISTALINA

ANISOTROPIA, PTO DEFUSÃO,TAMANHO,
FORMAS CRISTALINAS,ETC
ANISOTRÓPICOS: PROP.MECÂNICAS,
ELÉTRICAS, ÍND. DE REFRAÇÃO,
DUREZA, DEPENDEM DA DIREÇÃO

11

ANISOTROPIA

Resistência a uma
força diferente nas
duas direções

ISOTROPIA

Empacotamento de moléculas
alongadas. Amianto reflete
propriedades macroscópicas.

12

Densidade: m/V (g/cm3)
Propriedade característica de cada substância:
Cu = 8,9Hg = 13,5 Pb = 11,3
cortiça = 0,25 g/cm3

GELO MENOS DENSO

GERAL: Sólido mais denso que o líquido.
O gelo é menos denso, devido à sua estrutura.

gelo

H2O se torna mais empacotada
(a 4ºC densidade maior)

d H2O a 40C = 1 g/cm3

13

Gelo e Neve
Estrutura com
vazios

14

TIPOS DE SÓLIDOS CRISTALINOS

SÓLIDOS IÔNICOS
SÓLIDOS COVALENTES
SÓLIDOS MOLECULARES
SÓLIDOSMETÁLICOS
15

SÓLIDOS IÔNICOS

CÉLULAS
UNITÁRIAS
DE NaCl

MICROGRAFIA – NaCl
16

UMA MEDIDA DA ESTABILIDADE DA REDE CRISTALINA:
ENERGIA DE REDE ou RETICULAR ou de COESÃO ou
de ESTABILIDADE (U) – energia liberada por mol de íons
gasosos quando eles se unem e formam um mol do sólido.

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

Cl-1

Na+1

17

PROCESSO de FORMAÇÃO DO SÓLIDO
Na(s)

Na (g)

½ Cl2
Cl (g)
Na (g)
Na+ (g) + ee- + Cl (g)
Cl- (g)
Na+ (g) + Cl- (g)
NaCl (s)

+ 108

kJ/mol
(energia absorvida)

+
+
-

(energia absorvida)
(energia absorvida)
(energia liberada)
(energia liberada)

121
495
348
787

TOTAL :
Na(s) + ½ Cl2

NaCl (s)

-411 (energia líquida liberada)

LIBERAÇÃO DE ENERGIA: PROCESSO EXOTÉRMICO
ENERGIA DE REDE É UMA ENERGIA EXOTÉRMICA
18

ENERGIAS DE REDE (KJ/mol)
Li+
Na+
K+

F-1036
- 922
- 820

Cl- 857
- 788
- 718

Br- 813
- 752
- 688

I- 758
- 704
- 648

LiF é o menos solúvel em água do que os outros haletos
ÍONS POSITIVOS - MENORES QUE OS ÁTOMOS NEUTROS
ÍONS NEGATIVOS – MAIORES QUEOS ÁTOMOS NEUTROS
NA REDE CRISTALINA – MAIOR O ÂNION, MENOR É A
ENERGIA DE REDE OU DE ESTABILIDADE.

19


U = energia de estabilidade ou reticular
20

ENERGIA DE REDE AUMENTA
QUANDO:

Q
• Composto
(KJ/mol)
• MgF2
• MgO
• LiF
• LiCl

e/ou r
Energia de Rede
2957
3938
1036
853

Q = +2, -1
Q = +2, -2
r F < r Cl

21

SÓLIDOS COVALENTES

FORMA CRISTALINA DOQUARTZO

22

PARTE DA ESTRUTURA DE UM
DIAMANTE

23

SÓLIDO COVALENTE E
MOLECULAR

SÓLIDO COVALENTE
Átomo de C

Átomo de C

GRAFITE
DIAMANTE
Retículo: átomos de C

Retículo: átomos de C

Ligação: covalente

Ligação: covalente e v. der Waals

Duro, alto PF, mal condutor

Mole, baixo pf, condutor

24

FULERENOS
H. W. Kroto e R. E. Smalley lançaram
laser em grafite amais de 1000 °
C
Moléculas com número de átomos de
carbono de 44 a 90. A de 60 carbonos
é a de maior destaque (rede de
pentágonos e hexágonos)

fulerenos
(Buckminster Fuller)
(domos geodésicos)
bola de futebol

25

SÓLIDOS MOLECULARES

H2O(l)

H2O(s)

Benzeno(s)

Benzeno(l)
26

ESTRUTURA
DO CARBONO
GRAFITE
Covalente
v. der Waals
(entre as camadas)
27

Gelo –...
tracking img