Solidificação borra ácida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
REF: PROPOSTA TÉCNICA PARA NEUTRALIZAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUO

Prezados,

vem apresentar à Proluminas Lubrificantes Ltda., proposta técnica para a operação de recebimento, neutralização e disposição final dos resíduos gerados em sua unidade localizada em Varginha MG.

O principal valor agregado é o da confiabilidade e segurança de todo o processo, assim como, a minimização doscustos e do impacto ambiental, além da otimização da logística utilizada na execução dos serviços.

A dispõe das competências necessárias à execução desta atividade, co-substanciada pelo know-how de seus acionistas.

[pic] [pic]

[pic] [pic]

[pic]Dentro dessa filosofia, adota o conceito de Multitecnologia, ou o emprego integrado de diversas técnicas oferecidas pela empresa, fornecendo o destino adequado para cada tipo de resíduo. O recurso permite ao cliente os benefícios com a redução dos custos e a diminuição de prazos para a execução dos serviços de destinação final.

A - PROPOSTA TÉCNICA

1. OBJETIVO GERAL

O objetivo desta propostaé apresentar um modelo de tratamento e disposição do resíduo Borra Ácida, gerado pela ., abrangendo aspectos técnicos, operacionais e de proteção ao meio ambiente.

A destinação adequada deste resíduo requer sua neutralização através de um processo técnico operacional específico.

2. ENTENDIMENTO DO RESÍDUO E SEU ACONDICIONAMENTO

Trata-se da borra gerada no processo de lavagem de gases comutilização de cal. O produto é uma borra pastosa de cor negra, forte odor e pH 1:1 = 0,43.

O volume total estimado é de 4 mil toneladas e está distribuído em três condições de maleabilidade diferentes: semi-pastoso, pastoso e sólido úmido, sendo este último, o de maior volume. O resíduo está armazenado em tanques de 30m³ e 250m³ aproximadamente. Ainda, segundo o gerador, o transporte doresíduo será feito em carretas báscula estanque com capacidade de 27m³ a fim de facilitar a descarga.

3. PROPOSTA DE TRATAMENTO DO RESÍDUO

entende que este tipo de resíduo é crítico e, em função da quantidade acumulada, torna-se um processo de tratamento complexo e que necessita de uma operação específica para sua destinação. O descarte deste resíduo sem o pré-tratamento é totalmente inviável,desta forma, além da neutralização do resíduo será necessário equalizar as diferentes características físicas do resíduo hoje estocado.

O processo de neutralização não poderá ser realizado em local próximo às atividades operacionais da devido à forte reação e geração de gases. Desta forma serão implantados na CTR Betim reatores onde acontecerão as reações. Serão utilizados os insumos solo, cal egesso saturado . Na homogeneização, será utilizada uma escavadeira hidráulica. Após a reação, tempo de cura e resfriamento da mistura, será executada a carga, transporte e destinação deste material no aterro de resíduos Classe I.

Toda a atividade será acompanhada de perto pela equipe técnica que monitorará a dosagem dos insumos, a homogeneização, o comportamento da mistura, as reações, atemperatura, o resultado final e a liberação para disposição em aterro. O encarregado operacional acompanhará a eficiência do processo em relação à estrutura, aos equipamentos, mão de obra e logística.

1. Testes em laboratório

Para este resíduo foi feita uma análise em conjunto pela equipe técnica da , que possui ampla experiência nesse tipo de processamento. Para estes testes foram utilizadospHmêtro digital, capela de exaustão, termômetro digital a laser.

Os testes de laboratório servem de base para avaliação do comportamento da mistura nas diversas etapas do processo. Neste caso observamos que a mistura do resíduo com solo in natura o torna mais maleável o que melhora o processo de homogeneização da etapa posterior. O Primeiro passo foi a medição de pH 1:1 do resíduo e dos...
tracking img