Soldagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1301 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
| MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃOUNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTECENTRO DE TECNOLOGIADEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA |

Soldagem

Soldagem em Tubulações

Natal – RN

30 de junho de 2009

Thiago Oliveira de Souza

RELATÓRIO REFERENTE À CONCLUSÃO DA DISCIPLINA

Trabalho apresentado ao curso de graduação em Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, parafins avaliativos, na disciplina de Soldagem, ministrada pelo professor ROBERTO CAVALCANTE DE MENEZES.

Natal – RN
19 de maio de 2010
Sumário

INTRODUÇÃO 5
APRESENTAÇÃO 6
VARIÁVEIS NO PROCESSO DE SOLDAGEM 7
TIPO DE JUNTA 7
CARACTERISTICAS DO ELETRODO 8
ETAPAS NO PROCESSO DE SOLDAGEM 8
PROCEDIMENTOS 9
CARACTERISTICAS DOS PASSES 9OS CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO 10
CONCLUSÃO 11
ANEXOS 12
BIBLIOGRAFIA 13

1-
2- INTRODUÇÃO

Diariamente, incontáveis quilômetros de tubulações de aço são construídos no mundo para os mais variados usos industriais e civis.
As tubulações formam verdadeiras redes, comparáveis a sistemas de rodovias que, embora não tão óbvio, são definitivamente muito maiscomplexas e transportam fluidos que se tornaram essenciais para nós.
O principal processo de soldagem utilizado na instalação de tubulações é a soldagem manual com eletrodo revestido que, graças a sua facilidade e versatilidade, é ainda o mais usado.
A premissa deste trabalho é satisfazer às necessidades dos profissionais que pode trabalhar na área de soldagem, mas, particularmente, fornecer aosusuários deste projeto informações úteis e uma sólida base operacional, relativamente aos processos, materiais de adição e equipamentos de soldagem.

3- APRESENTAÇÃO
O problema proposto é a soldagem de uma tubulação de xxxmm de diâmetro e uma espessura de 9,5mm utilizando um Eletrodo Revestido do tipo OK 22.45P.
O trabalho consiste numa pesquisa para satisfazer as necessidades básicas dasoldagem utilizando as respectivas normas.

4- VARIÁVEIS NO PROCESSO DE SOLDAGEM

- processo de soldagem;
- classificação dos tubos e consumíveis de soldagem;
- diâmetro e espessura da parede dos tubos;
- geometria da junta;
- dimensão, classificação do consumível de soldagem, número e seqüência de cordões;
- características elétricas;
- característica da chama (quando for necessário);- posição da soldagem (tubo fixo ou girando);
- progressão da soldagem;
- tempo entre passes;
- tipo e remoção do acoplador
- limpeza e esmerilhamento;
- gás de proteção e vazão;
- velocidade de soldagem;
- temperatura de pré-aquecimento;
- tratamento térmico pós-soldagem.

5- TIPO DE JUNTA

Devido a espessura do tubo (9,5mm) é recomendado que se use o tipo 3 de junta: junta detopo com chanfro em “X”.

Parâmetros de soldagem para ponteamento
Eletrodo OK 22.45P Ø 2,5 mm, corrente 70 - 100 A; ou Eletrodo OK 22.45P Ø 3,2 mm, corrente 100 - 120 A.

6- CARACTERISTICAS DO ELETRODO

Eletrodos celulósicos OK Pipeweld® para tubulações
Tipo do eletrodo OK 22.45P
Classificações ASME SFA 5.1 E6010 AWS A 5.1 E6010
Eficiência de deposição 80%
Propriedades mecânicas L.R. =470 - 500 MPa; A = 28 - 33%; Ch V @ -29°C 40 - 60 J
Composição química típica do metal de solda depositado (%): C = 0,09, Si = 0,10, Mn = 0,30
Aplicações: Uso geral em aços comuns; desempenho incomparável na soldagem de oleodutos, gasodutos, minerodutos e outros tipos de tubulações; indicado pra trabalhos fora da posição plana, tais como implementos agrícolas, tanques de veículos, etc.
GRANDEPENETRAÇÃO
Corrente de soldagem CC+
Parâmetros de soldagem 22 - 28 V
Ø 2,5 mm - 60 - 80 A
Ø 3,2 mm - 80 - 140 A
Ø 4,0 mm - 100 - 180 A
Ø 5,0 mm - 120 - 250 A

O eletrodo escolhido será usado em todas as etapas da soldagem: Raiz, Passe Quente, Enchimento e Acabamento.

7- ETAPAS NO PROCESSO DE SOLDAGEM

As etapas percorridas na soldagem:
Análise da falha
a) Analisar o local da...
tracking img