Sofistas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (384 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

Sócrates é considerado o marco divisório da filosofia, sendo apartir dele divididos os períodos que marcaram a cultura grega. No contexto histórico conhecido como “pré-socrático” ointeresse filosófico é voltado para a cosmologia, a natureza e a religiosidade .O rompimento com essa tradição foi alcançado com a chegada do movimento sofista.
Apartir daí ,podemos dizer que o homem passa a ser colocado como centro de tudo , e , como tal , busca explicações para a compreensão do universo e dos fenômenos nele presentes .2 DISCUSSÃO FUNDAMENTADA

Historicamente, o aparecimento dos sofistas surge para responder a uma “necessidade” da democracia ateniense em que a juventude aspirava por algo novo epossuíam dinheiro para pagar o que eles pretendiam ensinar.Assim , o fornecimento de instrumentos oratórios e retóricos passam a ser de extrema importância para o envolvimento do homem com o Estado.Bittar diz : “Nesse momento exsurge a necessidade de exercer cidadania por meio dos discurso , em que a técnica oratória define o homem público”
(BITTAR , p.76,2007)

Asofistica representava , uma quebra na tradição grega , já que , para os sofistas nada era incontestável ou imutável.Sendo por isso , aberto o campo para o relativismo da justiça.3 CONCLUSÃO

O governo em que o chefe político governa para o povo e não em nome de seus próprios interesses, pode ser chamado de democracia. A partirdaí, o conceito de “cidadão” passa a ser reformulado e torna-se abrangedor. Isto é, todas as pessoas, independente da raça ou condição financeira terão participação na vida política em sociedade.Percebe-se a importância da democracia no passado e o seu valor nos dias atuais. Já que, atualmente existem leis que servem para todos, como informa o artigo 5 da Constituição Federal...
tracking img