Sofista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (655 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sofista é um livro do Platão, que consiste em um diálogo empreendido pelo Estrangeiro de Eléia e o seu interlocutor, o jovem filósofo Teeteto. Na obra ele faz inúmeras críticas à prática dossofistas, o embate entre eles deu-se devido ás suas desiguais concepções de verdade, da natureza, do conhecimento e da realidade. Para Platão o sofismo não era ciência, nem verdade, nem conhecimento, mas umsimples negócio. Ele deu aos Sofistas 6 definições.
O sexto conceito do Sofista o apresta como refutador, ou seja, não possibilita o discurso sobre a Essência, sobre a Verdade, pois se define pelaerística (a arte da controvérsia) e não pela dialética (a arte do diálogo na busca por uma verdade). Assim, o sofista se vê indagando como triunfaria sobre o filósofo na discussão dialética sem secomprometer com a Verdade. Essa indagação se justifica porque os sofistas somente transmitiam certa “sabedoria aparente, pessoal”. Somente dão a impressão de serem oniscientes, mas não o são, pois não épossível “que um homem saiba tudo”.
Outro aspecto do livro em que Platão critica o sofismo, é com relação às artes da mimética ou seja as artes ilusionistas. De acordo com Platão os sofistas fabricamimitações da realidade, criando uma linha de raciocínio propícia para defenderem o que quiserem para os seus interlocutores. Este tipo de discurso é chamado por Platão de “discurso do simulacro” mas odiscurso não sobrevive ao tempo, porque com a história, revela sua falsidade. Um exemplo é que o bom poeta não seria aquele capaz de dominar o assunto do qual fala sem conhecê-lo profundamente. Sefalasse sobre a guerra, deveria ser conhecedor igualmente a um general; se sobre a cadeira ou o sapato, deveria ser do mesmo modo marceneiro ou sapateiro.
O Platão propõe uma divisão da mimese em duascategorias contrárias entre si: a “boa” e a “ruim”. A boa mimese seria precisamente aquela que está a favor do verdadeiro, que se submete ao saber científico-filosófico, que se torna serva da razão,...
tracking img