Socrates

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os filósofos pré-socráticos (assim chamados por antecederem Sócrates, filósofo grego)
preocupavam-se em definir a relação do homem com o mundoatravés da percepção. Discutiam se o
mundo existe porque o homem o vê ou se o homem vê um mundo que já existe. Havia uma oposição
entre os idealistas (aidéia forma o mundo) e os materialistas (a matéria que forma o mundo já é dada
para a percepção). Mas é com Sócrates (469-399 a.C.) que a Psicologia naAntiguidade ganha
consistência. Sua principal preocupação era com o limite que separa o homem dos animais. Desta
forma, postulava que a principalcaracterística humana era a razão. A razão permitia ao homem
sobrepor-se aos instintos, que seriam a base da irracionalidade. Ao definir a razão comopeculiaridade
do homem ou como essência humana, Sócrates abre um caminho que seria muito explorado pela
Psicologia. As teorias da consciência são, decerta forma, frutos dessa primeira sistematização na
Filosofia. O passo seguinte é dado por Platão (427-347 a.C.), discípulo de Sócrates. Esse filósofoprocurou definir um “Lugar" para a razão no nosso próprio corpo. Definiu esse lugar como sendo a
cabeça, onde se encontra a alma do homem. A medulaseria, portanto, o elemento de ligação da alma
com o corpo. Este elemento de ligação era necessário porque Platão concebia a alma separada do
corpo.Quando alguém morria, a matéria (o corpo) desaparecia, mas a alma ficava livre para ocupar
outro corpo.
Aristóteles (384-322 a.C.), discípulo de Platão
tracking img