Socrates

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (329 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Foi condenado em 399 a.C, Janeiro, com 71 anos, por uma acusação de "impiedade": foi acusado de ateísmo e de corromper os jovens com a sua filosofia, mas na realidade, estas acusações encobriamressentimentos profundos contra Sócrates por parte dos poderosos da época. O tribunal era constituído por 501 cidadãos. Entre as acusações houve uma que se referia à introdução de novas entidades divinasnegando os Deuses da pátria. Os acusadores foram: Ânito, Meleto e Lícon.
Ânito que era um líder democrático tinha um filho discípulo de Sócrates que ria dos deuses do pai e voltava-se contraeles. Representava a classe dos políticos. Era um rico tanoeiro que representava os interesses dos comerciantes e industriais, era poderoso e influente não sendo um homem de escrúpulos e finezas damoral interior. Foi o mais importante dos acusadores e foi aquele que deu a impressão de conhecer Sócrates, que a ele alude como de Meleto fosse seu subordinado, como se deste tivesse originado a ideiade pena de morte para persuadir Sócrates a abandonar a cidade antes que o processo tivesse seguimento.
Meleto era um poeta trágico novo e desconhecido de cabelo raro, barba escassa e narizadunco, era o acusador oficial, porém nada exigia que ele como acusador oficial fosse o mais respeitável, hábil ou temível, mas somente aquele que assinava a acusação. Representava a classe dos poetas eadivinhos.
Pouco se sabe de Lícon. Era um retórico obscuro e o seu nome teve pouca importância e autoridade no decorrer da condenação de Sócrates. Representava a classe dos oradores e professoresde retórica. Talvez Lícon pretendesse a condenação de Sócrates, devido ao seu filho ter-se deixado corromper moralmente, filosoficamente e sexualmente por Callias, e Callias era um associado deSócrates.

Meleto assim disse:

"...Sócrates é culpado do crime de não reconhecer os deuses reconhecidos pelo Estado e de introduzir divindades novas; ele é ainda culpado de...
tracking img