Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Artigo originAl

Jean André Hammes1, Felipe Pfuetzenreiter1, Fabrízio da Silveira1, Álvaro Koenig2, Glauco Adrieno Westphal3

Prevalência de potenciais interações medicamentosas droga-droga em unidades de terapia intensiva
Potential drug interactions prevalence in intensive care units

1. Médicos, Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE - Joinville (SC), Brasil. 2. Professor deFarmacologia Clínica do Departamento de Medicina da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE - Joinville (SC), Brasil. 3. Professor de Medicina Intensiva do Departamento de Medicina da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE - Joinville (SC), Brasil.

rESUMo objetivos: Interações medicamentosas ocorrem quando os efeitos e/ou a toxicidade de um fármaco são alterados pela presença deoutro. São geralmente imprevistas e indesejáveis. Realizado estudo com objetivo de verificar a prevalência e o valor clínico das interações medicamentosas potenciais em unidades de terapia intensiva. Métodos: Incluídos todos pacientes de três unidades de terapia intensiva em um período de 2 meses, analisados transversalmente. Foram excluídos aqueles com tempo de permanência menor que 2 dias. Osdados foram tabulados de acordo com as combinações de fármacos observadas no período de 24 horas. A presença e o valor clínico das interações medicamentosas potenciais foram conferidos ao final do seguimento. resultados: Analisados 140 pacientes, 67,1% apresentaram alguma interações medicamentosas potenciais significativa e das 1069 prescrições, 39,2% tiveram este achado. De 188 interaçõesmedicamentosas potenciais diferentes, 29 foram consi-

deradas altamente significativas. Por análise univariada, observou-se no grupo que apresentou interação significativa maior quantidade de medicamentos, fármacos/ dia, número de médicos prescritores e tempo de internação na unidade de teapia intensiva. Por modelo de regressão logística multivariada, apenas o número de fármacos/dia correlacionou-secom o aumento do risco de interação medicamentosa potencial significativa (p = 0.0011); o uso de mais que 6 medicamentos/dia aumenta em 9.8 vezes este risco. Conclusões: Pacientes em unidades de terapia intensiva estão submetidos a alto risco de interações medicamentosas potenciais e o número de fármacos/dia é condição com alto valor preditivo positivo para tal. Os intensivistas devem ser alertadospara o reconhecimento do problema e criados mecanismos para o manejo adequado e prudente, diminuindo iatrogenias. Descritores: Preparações farmacêuticas/efeitos adversos; Interações de medicamentos; Farmacologia; Toxicidade de drogas

Recebido da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE - Joinville (SC), Brasil. Submetido em 26 de Maio de 2008 Aceito em 10 de Novembro de 2008 Autor paracorrespondência: Jean André Hammes Rua Abdon Batista, n° 744, apt 601, Ed. Presidente, Centro CEP: 89210-010 Joinville (SC), Brasil. Fone: 047-99975967 E-mail: jeanhm@gmail.com

introDUÇÃo Uma interação medicamentosa ocorre quando os efeitos e/ou a toxicidade de um fármaco são alterados pela presença de outro.(1,2) Embora seus resultados possam ser tanto positivos (aumento da eficácia) comonegativos (diminuição da eficácia, toxicidade ou idiossincrasia), elas são geralmente imprevistas e indesejáveis na farmacoterapia.(3) Com o desenvolvimento contínuo de novos medicamentos e, conseqüentemente, prescrições com combinações cada vez mais complexas, tornou-se muito difícil para médicos e farmacêuticos reconhecerem potenciais interações.(4) O risco de sua ocorrência e a gravidade dependemde alguns fatores; entre os

Rev Bras Ter Intensiva. 2008; 20(4): 349-354

350

Hammes JA, Pfuetzenreiter F, Silveira F, Koenig A, Westphal GA

quais, o número de medicações prescritas, duração do tratamento, idade do paciente e estados de doença. Pacientes que requerem grande número de fármacos, longo tempo de tratamento, com alterações fisiológicas da idade ou certas doenças como...
tracking img