Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Introdução

Uma reação química é composta de duas partes separadas por uma flecha, a qual
indica o sentido da reação. As espécies químicas denominadas como reagentes ficam à esquerda da flecha e, à direita, ficam os produtos, ou resultado da reação química.

Reagentes Produtos
A +B C + D

Quando a reação não se completa e os reagentes e produtos mantêm-se em equilíbrio,
utilizam-se duas setas em sentidos contrários ou uma seta dupla para separar as duas partes da reação química. O equilíbrio químico é dinâmico, o qual indica que a reação que se processa em um sentido (dos reagentes para os produtos, sentido direto) tem a mesma taxa de desenvolvimento que a reação quese processa no sentido inverso (dos produtos para os reagentes)

Reagentes Produtos
A + B C + D

A existência de um equilíbrio químico dinâmico significa que a reação química nem
sempre caminha para um final; ao invés disto, alguns reagentes e produtos coexistem no sistema.

Em uma reação química emequilíbrio, as concentrações (ou pressões parciais) dos reagentes e produtos estão em um estado estacionário, isto é, eles não estão mudando. De qualquer modo, um ponto importante a ser lembrado é que no nível molecular as espécies reagentes (átomos, moléculas ou íons) ainda estão formando produtos, e espécies de produtos estão retornando para os reagentes. No equilíbrio, a taxa na qual os reagentesse transformam em produtos é igual a taxa da reação inversa onde os produtos se transformam em reagentes. A figura à direita mostra um precipitado de PbCrO4 sólido em equilíbrio com íons Pb2+ e CrO4² - em solução.

No equilíbrio as concentrações dos íons em solução são constantes. Íons Pb2+ e CrO4² continuam a formar PbCrO4 sólido, e PbCrO4 sólido continua a se dissolver. Devido a taxa deprecipitação e dissolução serem as mesmas, não há variação nas concentrações dos íons em solução. Este equilíbrio é representado pela reação:

PbCrO4(s) Pb2+(aq) + CrO4²(aq)

A flecha dupla para a direita e para a esquerda nesta equação da reação indica que as
reações ainda estão ocorrendo, más que as concentrações atingiram um equilíbrio, isto é, umestado estacionário.

2- Lei da ação das massas

O conceito que descreve o equilíbrio químico em termos quantitativos foi proposto
pelos noruegueses Cato Guldberg e Peter Waage em 1864. Eles observaram que a concentração molar dos reagentes e produtos em uma reação química em equilíbrio sempre obedecia a uma certa relação, característica para cada tipo de reação e dependente apenas datemperatura, a qual eles denominaram de constante de equilíbrio.
Eles propuseram a lei da ação das massas para resumir suas conclusões, cujo
enunciado é o seguinte: “a velocidade de uma reação química é diretamente proporcional às concentrações dos reagentes”. Observaram que o fator importante na determinação da velocidade ou taxa de uma reação química não é apenas a quantidade de reagente, mas sim aquantidade de reagente por unidade de volume.

Para um equilíbrio químico na forma de:
aA + bB cC + dD

o quociente da reação:
[C]c [D]d
Qc = -------------
[A]a [B]b

avaliado através das concentrações molares emequilíbrio (simbolizadas por [ ] ) dos reagentes e produtos, é igual a uma constante, Kc, a qual tem um valor específico para uma dada reação química e temperatura (o subscrito c indica que a constante de equilíbrio é definida em termos de concentração).

3- Equilíbrio homogêneo e heterogêneo

Equilíbrio químico no qual todas as substâncias que fazem parte são de mesma fase ou
estado físico é...
tracking img