Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2809 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aula 06

Questão discursiva:

Leia o caso concreto e responda as questões propostas:


Jovens roubam e agridem doméstica e afirmam que a confundiram com prostituta


A empregada doméstica Sirley Dias de Carvalho Pinto, de 32 anos, teve a bolsa roubada e foi espancada por cinco jovens moradores de condomínios de classe média da Barra da Tijuca, na madrugada de sábado. Os golpesforam todos direcionados à sua cabeça. Presos por policiais da 16ª. DP (Barra), três dos rapazes — o estudante de administração Felippe de Macedo Nery Neto, de 20 anos, o técnico de informática Leonardo Andrade, de 19, e o estudante de gastronomia Júlio Junqueira, de 21 — confessaram o crime e serão levados para a Polinter. Como justificativa para o que fizeram, alegaram ter confundido a vítima comuma prostituta. (Publicada em 24/06/2007, em O Globo On Line).


1 - Utilizando como base de análise a perspectiva teórica de Durkheim e as discussões em sala de aula, como podemos interpretar o comportamento individual e em grupo dos jovens mostrados acima?




2 – A partir da perspectiva sociológica de Durkheim, como pode ser analisado o ato cometido por estes jovens? Nessaperspectiva, a transgressão da juventude pode ser considerada um dado natural?


Questão de múltipla escolha:

Segundo Durkheim, em Educação e Sociedade (1975, p.45), “todo o sistema de representação que mantém em nós a idéia e sentimento da lei, da disciplina interna ou externa, é instituído pela sociedade.”
Conforme a teoria desse autor assinale a alternativa correta.


a)Apesar de sua natureza social, o fim da educação é individual.
b) A educação não possui natureza social, antagonizando indivíduo e sociedade.
c) Cabe à educação constituir no homem a capacidade de vida moral e social.
d) A educação tem por objetivo suscitar o individualismo a fim de conservar a ordem.
e) A educação atinge a todos de forma heterogênea por isso promove aindividualização.


Aula 07

Questão discursiva:


Leia o caso concreto e responda as questões propostas:


Infância na hora da morte
A mortalidade infantil na pequena cidade alagoana de Carneiros, a 253 quilômetros de Maceió, não é um índice, é um massacre: 633,3 em cada mil crianças. A miséria absoluta em que vive o pequeno município de 5800 habitantes é a causa principal da infinidade deenterros: crianças mal nutridas num lugar que praticamente nada produz, com exceção de pequenas culturas de mandioca e feijão, não resistem às doenças respiratórias e às complicações intestinais.
O único médico da cidade, Gérson Leão de Mello, 31 anos, clínico geral formado pela Universidade Federal de Alagoas, atende em média oitenta pessoas, por dia, entre adultos e crianças. Muitasdoenças, diz ele, poderiam ser evitadas caso a população fosse mais informada e menos afeita a crendices populares e tradicionais da região.
As mulheres, por exemplo, em sua maioria casam-se muito jovens, com cerca de 14 anos, isto quer dizer, quase crianças ainda, e têm em média, dezesseis filhos. Metade das crianças nascidas morre antes do primeiro ano de vida. Há casos drásticos, como o deMarinalva Maria de Jesus de 51 anos. Dos seus 26 filhos, apenas 4 sobreviveram. “Vivemos em um mundo diferente”, diz ela, esperamos somente o dia em que Deus chama para nos tirar desta terra. A morte das crianças é encarada como uma graça divina em Carneiros. Como diz Maria Milton dos Santos, 38 anos, que perdeu seis dos dezesseis filhos que teve: “Deus resolveu levá-los, me fazendo um favor”. (Adaptadoda revista Isto È, maio de 2008)


Considerando o texto apresentado responda:
1 - Na visão durkheimiana qual seria o modelo de sociedade que caracterizaria a cidade de Carneiros? Por quê?




2 – Que tipo de solidariedade social constitui a base da sociedade de Carneiros? Justifique sua resposta.


Questão de múltipla escolha:

Ao estudar os fatos sociais,...
tracking img