Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3139 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
III. Indivíduo, Identidade e Socialização
A questão da identidade nas várias sociedades
A emergência do indivíduo/individualidade e do individualismo
A diversidade do processo de socialização
A questão da família e da escola na formação do indivíduo



Indivíduo
“Indivíduo ou ser individual significa o portador ou sujeito concreto de uma essência em suapeculiaridade não – comunicável. De indivíduo deriva individuação, termo que designa a determinabilidade individual, ou seja, aquilo que faz com que este indivíduo seja precisamente este e se distinga de todos os outros, por exemplo: este determinado ser – Pedro. “
( BRUGGER, 1977, p. 230)
Durkheim em termos de representações coletivas e instituiçõestrata de separar o social do individual como duas esferas independentes da realidade humana. Para ele, “ a sociedade não é mera soma de indivíduos ; ao contrário , o sistema formado por sua associação representa uma realidade específica que tem suas próprias características “, e é “na natureza dessa individualidade (...) que se deveriam buscar ascausas imediatas e determinantes dos fatos que lá aparecem”. A referência aos fenômenos de “ síntese criadora “ na natureza serve-lhe para comprovar , por analogia, a separação entre os dois níveis de realidade.

Individualismo

De acordo com BRUGGER , este termo designa :
1. a acentuação do valor da personalidade do homem, o cultivo edesdobramento da mesma, em oposição ao gregarismo humano , à massificação”; e isto entendido em sentido lato, isto é, não só da personalidade individual, mas também de famílias e de outros grupos valiosos , nos quais se cultiva e frutifica a consciência da própria classe e do próprio valor;
2. a superacentuação do indivíduo ou de grupos particulares;
3.uma concepção de sociedade que realça o indivíduo a o ponto de reduzir a sociedade a uma soma de entes individuais.





Identidade

“A identidade passa a ser qualificada como identidade pessoal (atributos específicos do indivíduo) e/ou identidade social (atributos que assinalam a pertença a grupos ou categorias).” (Jacques,1998, p. 161).
Os termos identidade e socialsugerem, respectivamente, um conceito que "explique por exemplo o sentimento pessoal e a consciência da posse de um eu..." (Brandão, 1990 p.37) privilegiando, de um lado, o indivíduo, e de outro lado, a coletividade, resultando numa configuração na qual se capta o homem inserido na sociedade, bem como à dinâmica das relações sociais. A importância dessa relação pode ser melhor compreendida nessacitação de Marx (1978a, p.9) “ A sociedade é, pois, a plena unidade essencial do homem com a natureza, a verdadeira ressurreição da natureza, o naturalismo acabado do homem e o humanismo acabado da natureza”.
Hamelink (1989) refere que a identidade diz respeito a uma cultura determinada e opõe este conceito ao de identidade cultural. A identidade de uma cultura referir-se-á às características que sepodem atribuir a uma cultura determinada, enquanto a identidade cultural são as características que um indivíduo ou grupo atribui pelo fato de sentir que pertence a uma cultura definida.
Ibáñez (1990) considera a identidade a nível individual. Assim a identidade pessoal é basicamente produzida pela cultura ou sub-culturas que nos socializam enquanto a identidade cultural é estabelecida com baseno sentido de pertença à comunidade.
A investigação sobre a identidade revela uma forma de conhecimento de nós próprios que repousa sobre a interpretação da imagem que os outros têm de nós e que serve para consolidar a que nós fazemos de nós próprios

Socialização

A socialização é um tipo específico de interação - que molda a natureza da personalidade humana e, por sua vez...
tracking img