Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (404 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Quantas Ilhas das “Flores” tem no Brasil?



O documentário retrata de uma forma tão quanto irônica a realidade que muitos fecham os olhos ou fingem não ver. A principio um roteiroengraçado por causa da linguagem acelerada e os termos científicos usados.

Porém, é colocado bem claro ao usar a palavra “telencefalo altamente desenvolvido” e “polegar opositor” que apesar donosso desenvolvimento intelectual, o que vemos é que o Sistema Capitalista é quem comanda as grandes massas e seleciona quem deve ser “os porcos”.

Partindo do seguinte principio: Estamos em umcirculo vicioso que ao decorrer do seu trajeto seleciona quem faz parte de cada ápice do sistema. Enquanto muitos esbanjam dinheiro e compram uma bolsa que muitas vezes usam apenas uma única vez,custando a bagatela de oito mil reais, outros por sua vez vivem com sessenta reais mensais para alimentar, vestir, calçar, cuidar da educação de filhos.

Então?!Quem são os porcos?Quem é ocriador dos porcos descrito no documentário?

Os porcos são as pessoas que tem o privilegio, a oportunidade de ter alimento, educação, saúde, o sistema a seu favor. O criador dos porcos o sistemaque mal distribui renda e seleciona quem tem direito a dignidade e respeito.

O resto das pessoas são apenas moradores da Ilha das Flores, que vivem de sobras e lutando a cada dia pelasobrevivência.

Podemos enumerar vários tipos de lixões em que o povo é obrigado a recolher suas sobras. O salário mínimo, os programas sociais, os famosos “bolsas” e que por incrível que pareçapara a classe E é considerada uma coisa maravilhosa, pois pelo menos eles têm uma chance de ter o seu “tomate” para alimentar-se.

Todos nós vivemos na Ilha das Flores, pois somos obrigados aviver de acordo com o que o sistema permite. No Brasil a Ilha das “Flores” está do Oiapoque ao Chuí.

Mas, adianta falar?Vir com discurso hipócrita?A realidade é que enquanto a miséria não...
tracking img