Sociologia, o estudo da sociedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 46 (11482 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis

Professora Livre Docente do Departamento de Educação do Instituto de
Biociências da UNESP-Botucatu.

Resumo: O texto traz uma apresentação geral da Sociologia como ciência que se preocupa com a explicação
da vida social que tem origem na modernidade, isto é, uma ciência que surgiu para explicar a vida social que
se complexificou com a organizaçãocapitalista da sociedade. Em seguida, o texto aborda a importância de
t rês pensadores clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber. Podemos encontrar no texto as principais
idéias de cada um desses três pensadores na explicação da vida social, culminando com a contribuição de
cada um deles para a compreensão da função social da educação na sociedade moderna. Destaca-se, portanto,
o estudo detrês diferentes, porém clássicas, Sociologias da Educação.
Palavras chaves: Sociologia; Sociologia da Educação; Sociólogos Clássicos.

1. a sociologia e a explicação da vida social
A Sociologia é uma ciência nova. Essa afirmação, que podemos aplicar também em
relação a outras ciências, precisa ser compreendida em seu caráter essencialmente contraditório. Ela surgiu no século XIX, portanto, nummomento histórico em que o capitalismo
se consolidou como forma econômica, política e social de organização da sociedade. Então,
se a Sociologia como ciência surge no interior do capitalismo, como explicação da vida em
sociedade, explicaria a vida social somente no capitalismo? A resposta a esta questão é simples: não. Esse é o seu caráter contraditório: surge para estudar e explicar ocapitalismo, ora
defendendo-o e produzindo conhecimentos para aprimorá-lo segundo a perspectiva capitalista, ora criticando-o e produzindo conhecimentos para superá-lo, transformá-lo.
Martins (1985) no conhecido texto introdutório O que é Sociologia?, afirma que a
sociologia “[...] para alguns representa uma poderosa arma a serviço dos interesses dominantes, para outros ela é a expressão teórica dosmovimentos revolucionários” (MARTINS,
1985, p. 7). Então, temos que a Sociologia preocupa-se em debater conceitos e teorias que,
para explicar a vida social, as relações sociais, teorizam e apontam ações de reprodução ou
de transformação das relações sociais capitalistas. Sobre isso também refletem Foracchi e
Martins (1977), que consideram a sociologia em sua diversidade, “[...] com seusdilemas
e determinações, como forma de conhecimento historicamente situada, isto é, localizada
numa formação social contraditória que não pode produzir um autoconhecimento unívoco”
(FORACCHI; MARTINS, 1977, p. 1).

sociologia da educação

sociologia:
o estudo da sociedade*

As circunstâncias históricas e intelectuais do surgimento da Sociologia, ou de uma
ciência que estivesse voltadaespecialmente para a explicação social, política e econômica da

1

Vejamos, portanto, as modificações nas relações sociais que definiram a modernidade
como forma de compreender a Sociologia como ciência para a explicação da vida social. Leo
Huberman (1987) apresenta-nos uma detalhada análise da superação da Idade Média pela
modernidade, do feudalismo pelo capitalismo, do antigo regime peloregime moderno. Nessa análise histórica, podemos buscar os elementos centrais para a explicação da vida social.
Esse autor explica a sociedade moderna, a vida social na modernidade, como a superação do
feudalismo pelo capitalismo, isto é, pela profunda transformação que a sociedade feudal sofreu. Profunda porque se trata de transformação econômica, social, política e cultural. Nesse
sentido, asociedade feudal caracterizava-se, do ponto de vista da Sociologia, por três classes
sociais distintas: sacerdotes, guerreiros e trabalhadores. Vale destacar que, como sociedade
que valorizava o ócio, os trabalhadores, isto é, aqueles que produziam, trabalhavam para
outras classes: eclesiástica e militar.
Do ponto de vista da organização da produção econômica, essencialmente agrícola, a
maioria...
tracking img