Sociologia funcionalista de durkheim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1165 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A partir da Revolução Industrial no século XVIII, a Europa presenciou a eclosão de acontecimentos os quais não estava preparada para enfrentar. O surgimento das máquinas proporcionou mudanças significativas tanto espaciais quanto sociais. O grande contingente populacional que migrava do campo para a cidade, fugindo da miséria, da fome e do desemprego, promoveu um verdadeiro inchaço naárea urbana. A realidade daquele período apresentou-se preocupante, pois a cidade não estava preparada para receber o grande número de pessoas que pra lá se direcionavam em busca de trabalho. Portanto, estava instaurado um verdadeiro caos social, presenciando-se no espaço urbano o aumento da criminalidade, prostituição, desestruturação familiar, etc. Naquela época já havia sido desenvolvida amatemática, a física e a biologia, mais nenhuma dessas ciências era capaz de dar respostas ao caos social gerado pela Revolução Industrial. E é a partir da necessidade de solucionar tais problemas que surge em 1839 a ciência social conhecida como Sociologia, pelas mãos do filósofo e matemático francês Auguste Comte (1798-1857). Dado o pontapé inicial, a sociedade se tornou um constante objeto deestudo para vários pensadores e estudiosos da modernidade, todos analisando a sociedade do seu tempo, e claro, desenvolvendo a teorias diferenciadas a cerca da realidade estudada. Dentre os quais se destacam os autores das teorias clássicas: Karl Marx (1818-1883) - direcionando seus estudos para a teoria materialista, que tem como objeto a ênfase dada à luta de classes - Max Weber (1864- 1920) –inaugura a teoria compreensiva, que está intimamente ligada à ação social e Émile Durkheim ( 1858- 1917) – que desenvolve a teoria funcionalista, dando atenção especial ao fato social em si juntamente com a visão voltada para a moral de cada indivíduo.

DESENVOLVIMENTO Funcionalismo É uma teoria sociológica que tem como seu principal representante o Francês Émile Durkheim. Segundo Durkheim, asociedade é composta de várias instituições sociais onde cada uma delas exerce uma função específica e seu mal funcionamento implicará consequências para a sociedade como um todo. Portanto, deve-se pensar o funcionalismo intimamente relacionado a coletividade, pois ao cometer falhas ou manter uma postura ineficiente o mesmo não afetará um único indivíduo. Para Durkheim ao se deparar com situações comoessas, considerar-se-á que a sociedade estará passando por uma situação de anomia (falta de normas, falta de regras) mais que posteriormente sua normalidade será reestabelecida e a ordem social será retomada. É a partir da observação de tal realidade que ele desenvolve toda a sua teoria social baseada na funcionalidade de cada indivíduo, onde os mesmos são moldados e condicionados pelasinstituições sociais aos quais fazem parte. Durkheim interpreta a sociedade a partir do seu objeto de estudo denominado de fato social, como o estudo das representações coletivas. Para esse autor, fato social são todas as maneiras de agir, pensar e sentir exteriores ao indivíduo, dotadas de um poder coercitivo. São exemplos de fatos sociais o modo de se vestir, a língua, a religião o sistema monetário e umainfinidade de fenômenos. Características dos fatos sociais: Generalidade – É social todo o fato que é geral, que se repete em todos os indivíduos ou, pelo menos na maioria deles. Exterioridade – é externo ao indivíduo. Existe muito antes do seu nascimento. São as regras sociais, os costumes, as leis que são impostos de maneira coercitiva. Coercitividade – Está ligada a sanções penais. Os indivíduossão obrigados a obedecer tudo aquilo que é estabelecido pela sociedade, independente de sua vontade ou escolha, caso contrário, os mesmo serão punidos. Esse autor se detém em indivíduos inseridos em grupos, ajuntamentos, reuniões, pois, segundo o mesmo, o objeto de estudo de toda a sua teoria é o homem inserido em sociedade, fora dela o indivíduo não cria, não reproduz, não contribui para sua...
tracking img