Sociologia do direito, karl marx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2048 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SOCIOLOGIA DO DIREITO

EXERCÍCIOS SOBRE KARL MARX

Professora: Eliana Maria Martins

Componentes: → Adson Mamede → Amanda Roberta → Ana Letícia → Bruna Nogueira → Deborah Luiza → Jeniffer Minelle → Jéssika Gomes → Luís Gustavo → Saulo Martins

1. a) Que classes sociais Marx identifica ao longo da história? R - É a classe dos proprietários, a burguesia e a dos trabalhadores. b) Como são asrelações entre elas? R - É uma relação de exploração, pois a posse dos meios de produção sob a forma legal de propriedade privada faz com que os trabalhadores, para assegurar a sobrevivência, tenham de vender a sua força ao empresário capitalista. É também de oposição, porque os interesses de classe são inconciliáveis. c) Como se dão, segundo Marx, as transformações em uma sociedade? R - Marxdefende que uma transformação profunda da sociedade exige o recurso da força. 2. Marx afirma que as sociedades seguem um caminho necessário de transformação, como os evolucionistas? Justifique sua resposta. R - Não. Nesse texto, Marx aponta para a influência das condições externas que alteram a história de cada sociedade. 3. Qual é o fator que leva à mudança social, segundo o texto? R - Através daconsciência coletiva e a solidariedade o homem enquanto agente social tem condições de mudar o “sistema”. O modo no qual a sociedade vivi pode sofrer alterações por meio dessas ações, agindo em conjunto, a união, e a conscientização seria responsável por essa mudança. 4. (o enunciado dessa questão está na apostila) Compare essa afirmação com a dos evolucionistas que consideravam, como sinal dedesenvolvimento, a passagem da manufatura para a indústria. R - Na produção artesanal da Idade Média até o Renascimento, o trabalhador mantinha em sua casa os instrumentos de produção do trabalho. Aos poucos, estes passaram ás mãos de indivíduos enriquecidos,

que organizaram oficinas. A Revolução industrial introduziu inovações técnicas na produção que aceleraram o processo de separação entreTRABALHADOR e INSTRUMENTOS, as máquinas mais caras ficaram acessíveis somente aos mais ricos. Os artesãos isolados não podiam competir com o dinamismo das nascentes Indústrias. Com isso, multiplicou-se o número de operários, isto é, trabalhadores “livres” expropriados. Contudo, estes trabalhadores, para assegurar sua sobrevivência, tiveram que vender sua força de trabalho ao empresário capitalista. Emdado momento, este trabalho eram realizados de forma manufaturada, ou seja, a forma de fabricação do produto era feitas pelas mãos humanas, porém com a revolução industrial, este trabalho manual foi substituído pelas maquinas, transformando as pequenas oficinas em grandes fabricas capitalista. Para obter um maior volume de produção é aplicada a técnica da divisão do trabalho. Desta maneira sãoeconomizados materiais, com aplicação de movimentos específicos, repercutindo assim numa maior velocidade de produção. Transformando os operários em soldados, que são subordinados ao Estado, a máquina e em especial ao burguês proprietário da fabrica. Marx e Engels consideravam que o trabalhador (homem), se tornaria um simples acessório da máquina, do qual só se requer a operação mais simples, maismonótona, mais fácil de aprender. Visualizou que o capitalismo, ao aprofundar o modo de produção capitalista, através do desenvolvimento tecnológico, com a hegemonia da máquina aplicada à produção, iria ocupar progressivamente os postos de trabalho humano, tornando-os cada vez mais obsoletos e dependentes do capital. Nesse sentido, argumentam Marx e Engels que “A condição mais essencial para aexistência e a dominação da classe burguesa é a acumulação da riqueza nas mãos de particulares, a formação e o aumento do capital; a condição do capital é o trabalho assalariado”. 5. Analise a idéia de Marx sobre o homem e a história. R – Segundo Marx, desde o surgimento da propriedade privada no decurso da história do homem sempre houve luta de classes. A luta constante entre interesses opostos,...
tracking img