sociedade de consumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
38

A Sociedade de Consumo e suas Interfraces Diante do
Sujeito*

Marlova Mendes**
Ivo José Fernandes Mendes***
SUMÁRIO: 1.Considerações iniciais – 2. A sociedade de
consumo – 3. O consumo e sua relação com a felicidade – 4.
Direcionamento do estímulo para o ato de comprar – 5. A
sustentabilidade do consumo – 6. Consumo e violência – 7.
Considerações finais

1.Considerações iniciaisAs relações sociais sofreram, a partir do século XII, profundas
alterações, mormente o resgate da valorização do indivíduo, originando a
modernidade. Também conhecida como a idade da razão, a modernidade se
funda na racionalização do homem como “sujeito-no-mundo”, responsável
perante si e perante a sociedade, sem olvidar de outros critérios que a
definem, como o universalismo, autonomia e oindividualismo.
O projeto da modernidade tem por finalidade a emancipação do
homem, no sentido de libertá-lo de qualquer forma de misticismo ou
obscurantismo, o que é possível através do conhecimento científico.
Ademais, a modernidade, como regime econômico capitalista, se
opõe ao regime feudalista, onde o controle da riqueza estava diretamente
vinculado aos dogmas da igreja. Tal fato dáorigem à sociedade de consumo,
oriunda de uma avançada etapa de desenvolvimento industrial capitalista, que
*

Artigo científico confeccionado a convite do PROCON Caxias do Sul, através do ofício
n.60/2007 destinado à Revista das Relações de Consumo a ser publicada na Semana
do Consumidor 2008.
**
Mestre em Direito das Relações Sociais pela UFPr. Especialista em Direito Público.
Professorada UCS.
***
Engenheiro Mecânico. Especialista em Administração da Produção e Materiais.

39

se caracteriza pelo consumo de bens e serviços, disponíveis graça a elevada
produção dos mesmos.
Contudo, a partir da metade do séc. XX inicia um processo altamente
massivo de produção e consumo de bens, no qual a aquisição é realizada,
segundo uma das viesses de pensamento, como uma forma debusca da
felicidade, de prazeres imediatos, bem-estar e qualidade de vida, aliada ao
status que proporciona e notabilidade, sobretudo quando os bens adquiridos
são de produtos de marcas famosas.
Ocorre que, a par dos aspectos positivos, o consumo desenfreado
origina diversos fatores negativos, como a poluição ambiental, sujeição
absoluta dos homens ao ato de consumir, desigualdades sociais,violência,
exclusão social, entre outros.
Diante de tais fatos, o presente trabalho busca caracterizar a
sociedade de consumo; analisar o conceito de felicidade como influenciador
do ato de adquirir; investigar as mudanças ocorridas no trabalho, na
concepção estética da imagem corporal e no enfraquecimento moral da
autoridade. Também será abordada a possibilidade de sustentabilidade dos
atuaispadrões de produção e consumo e, por fim, analisar algumas relações
entre consumo e violência.
Investigar de que forma característica de alguns fatores sociais,
psicológicos e econômicos que influenciam no ato de consumir, objetivando
contribuir, mesmo que de forma limitada, para o entendimento do contexto em
que está inserido.
2. A sociedade de consumo
O consumo e a produção são fatoscomuns na sociedade humana,
existem em função das necessidades de subsistência. Como fatos sociais,
alteram-se

constantemente,

consoante

novas

concepções

culturais,

econômicas e estéticas.
Assim, para se delimitar, de forma sintética, a sociedade de consumo
é necessária à busca de subsídios que a caracterizem.

40

No período precedente à Revolução Industrial, os artesãosproduziam bens em toda a sua extensão, ou seja, decidiam a matéria-prima a
ser utilizada, como seriam confeccionados e comercializados os produtos. O
interesse pela elaboração do bem era necessariamente em função de sua
utilidade.
A utilidade estava indissociavelmente ligada à satisfação do
comprador, com vistas a melhorar sua qualidade de vida. Não era necessário
estimular a venda, como...
tracking img