Sobre o google

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 54 (13491 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O SIGNIFICADO MORAL DAS AÇÕES COMO NEGAÇÃO DA VONTADE, PARA ARTHUR SCHOPENHAUER* The moral meaning of the actions as a negation of the will, for Arthur Schopenhauer
Leo Afonso Staudt
Professor Associado do Departamento de Filosofia da UFSC. Florianópolis - SC. e-mail: staudt@mbox1.ufsc.br

Resumo
O objetivo do presente texto é apresentar a fonte e a origem do significado moral das açõeshumanas no âmbito da filosofia de Arthur Schopenhauer. Inicialmente, expõe as principais críticas que Schopenhauer faz à concepção da moral kantiana. Com isso, a teoria moral schopenhaureana afasta-se de toda ética normativa. A seguir, é apresentada a teoria do caráter, com ênfase no sentimento da compaixão. Só o mistério da compaixão permite compreender o significado moral da ação humana na negaçãoda vontade. Palavras-chave: Filosofia; Ética; Metafísica; Compaixão; Vida ascética.

*

Este artigo está baseado na tese de doutorado O sentido moral da ação humana: ética e metafísica em Arthur Schopennhauer apresentada no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS no ano de 2004. Rev. Filos., v. 19, n. 25, p. 273-303, jul./dez. 2007

274

Leo Afonso Staudt

Abstract
This paperaims to present the ethical origen and significance of the human action, according to Arthur Schopenhauer. At first exposes the critique of Kant’s ethics. The Schopenhauer’s theorie of ethics rejects all normative ethics. The central role to understand the Schopenhauer’s ethics is his character’s theorie, with accent of compassion sentiment. Only the compassion’s mystery permits to understand themoral significance of the human conduct of the negation of will. Keywords: Philosophy; Ethics; Metaphysics; Compassion; Ascetics life.

Arthur Schopenhauer (1788-1860), ao apresentar a sua filosofia, no Prefácio da sua obra principal O mundo como vontade e representação (MVR),1 como pensamento único, diz que ela é e se mostra como aquilo que se denomina seja Metafísica, seja Ética, seja Estética.O importante é que a decomposição em partes mantenha a unidade do pensamento. Mas esta unidade justamente não a concebe como um sistema de pensamentos, “em que uma parte sustenta continuamente a outra, e esta, por seu turno, não sustenta aquela; em que a pedra fundamental sustenta todas as partes, sem ser por elas sustentada”, mas como uma coesão orgânica, “em que cada parte tanto conserva o todoquanto é por ele conservada, nenhuma é a primeira ou a última, o todo ganha em clareza mediante cada parte, e a menor parte não pode ser plenamente compreendida sem que o todo já o tenha sido previamente”.2 Nesse sentido, ao apresentar a ética, no Livro IV do MVR, não parte da metafísica no sentido dogmático, nem da distinção entre filosofia teórica e filosofia prática, assim como rejeita adistinção kantiana de razão
1

2

As obras serão identificadas pelas siglas: MVR= Mundo como vontade e como representação. FM = Fundamento da moral. SW = Sämliche Werke. ASV= Aforismos para a sabedoria de vida. SCHOPENHAUER, 1998, I, p. 8 [MVR, p. 19-20]. Rev. Filos., v. 19, n. 25, p. 273-303, jul./dez. 2007

O significado moral das ações como negação da vontade, para Arthur Schopenhauer 275teórica e razão prática. Para Schopenhauer, a filosofia é sempre teórica. “A filosofia nada mais pode fazer senão interpretar e explicitar o existente, a essência do mundo – que se expressa de maneira compreensível in concreto, isto é, como sentimento a cada um – e trazê-la ao conhecimento distinto e abstrato da razão, em todas as suas relações possíveis e em todos os pontos de vista.”3 Este pontode vista sempre abstrato da filosofia de expressar a essência do mundo também caracteriza a sua abordagem filosófica da ética, quando afirma que para esta tarefa a qualidade que se requer não é a de ser bom e virtuoso e dotado de uma consciência que decida casos particulares com rigor e precisão, mas estar em condição “de fundamentar filosoficamente e expor in abstracto o significado moral das...
tracking img