Sobre a pedagogia revolucionária de paulo freire, aponte seus principais conceitos e críticas e qual a contribuição dessa teoria para o comportamento organizacional?

Páginas: 11 (2629 palavras) Publicado: 4 de abril de 2011
TRABALHO TÉCINAS DE NEGOCIAÇÃO

Negociar é mais que arte, representa o processo de comunicação eficiente, baseado na coragem de enfrentar desafios.

         Em um mundo globalizado, em que a modernização faz frente aos negócios e a competição estabelece relações de trocas cada vez mais complexas, algumas características do mercado ostentam práticas novas para sobrevivência das empresas.         Dentro das técnicas de negociação, fatores estratégicos como: habilidades pessoais, planejamento e organização, treinamento e disciplina, auto-desenvolvimento, visão, determinação, inovação, alianças, flexibilidade e adaptabilidade, são alguns exemplos de desenvolvimento.

         A nova realidade agrega tantos estudos que o profissional fica perplexo com tudo isto, mas nenhuma técnica émais eficiente do que a exploração da intuição, do conhecimento da linguagem corporal e de práticas criatividades no cultivo ao cliente. Todas as negociações devem superar as expectativas do cliente e qualquer diferencial pode conquistar fidelidade e aliados fixos que auxiliam no marketing de produtos e serviços.

          Objetivos comuns, valorização de opiniões, a confiança na própriahabilidade, o compromisso sério ao trabalho e compartilhar a motivação provocam uma negociação colaborativa.

          Nas escolhas, a estratégia mais adequada sempre será a mais simples.

          Aprenda que o melhor desafio na negociação é justamente quando todos ganham no processo de troca permanente.

          Valores devem ser conquistados com princípios éticos e espaços são conquistadoscom persistência e não com a competição.

          Negociar parece mesmo uma arte, mas no traço da vida a obra prima será sempre o seu negociador.

A estratégia da negociação define a maneira em que cada parte tenta conduzir o processo para alcançar seus objetivos. Pode definir-se duas estratégias típicas:
Estratégia de “ganhar-ganhar”, na qual se procura que ambas as partes ganhem,compartilhando, assim, os benefícios.
Estratégia de “ganhar-perder”, na qual cada parte tenta conseguir o máximo benefício à custa do oponente.
Na estratégia de “ganhar-ganhar”, tenta-se chegar a um acordo que seja mutuamente vantajoso.
Neste tipo de negociação defendem-se os interesses próprios, mas também são valorizados os do oponente.
A outra parte não é percebida como um adversário e sim como umcolaborador com quem é preciso trabalhar para encontrar uma solução satisfatória para todos.
Este tipo de negociação gera um clima de confiança. Ambas as partes assumem que têm que realizar concessões, que não podem obstinar-se em suas posições.
Provavelmente nenhuma das partes obtenha um resultado ótimo, mas sim é possível que consigam um acordo suficientemente vantajoso. Ambas as partes sesentirão satisfeitas com o resultado obtido, o que garante que cada um tente cumprir com sua parte do acordo.
Este clima de entendimento faz com que no percurso da negociação possa ampliar-se a área de colaboração e com isso, finalmente, que o “bolo” a ser compartilhado seja maior.
Por exemplo, começa-se negociando uma campanha publicitária para o lançamento de um produto e termina-se incluindotambém a publicidade de outras linhas de produtos.
Além disso, este tipo de negociação permite estreitar as relações pessoais. As partes quererão manter viva esta relação profissional e isto os levará a maximizar no longo prazo, o benefício da colaboração.
Por outro lado, a estratégia de “ganhar-perder” caracteriza-se porque cada um procura alcançar o maior benefício sem preocupar-se com a situaçãoem que possa ficar o outro.
Enquanto na estratégia de “ganhar-ganhar” impera um ambiente de colaboração, nesta estratégia o ambiente é de confrontação.
A outra parte não é vista como um colaborador e sim como um adversário que deve ser derrotado. As partes desconfiam mutuamente e utilizam diferentes técnicas para pressionar e fortalecer sua posição.
Um dos riscos desta estratégia é que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pedagogia revolucionária de paulo freire
  • Pedagogia Crítica e Pedagogia Bancária segundo Paulo Freire
  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO PEDAGOGIA DA AUTONOMIA DE PAULO FREIRE
  • Resenha Crítica do Livro Pedagogia do Oprimido – Paulo Freire
  • Resenha Crítica do Livro Pedagogia da Autonomia de Paulo Freire
  • Resenha Crítica do Livro Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire
  • Análise crítica sobre o filme de Paulo Freire
  • ARTIGO SOBRE PEDAGOGIA DO OPRIMIDO DE PAULO FREIRE

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!