So - funcionamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 77 (19230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA OPERACIONAL | 5 |
1.1 EXEMPLOS DE SISTEMA OPERACIONAL | 7 |
1.1.1 MS-DOS | 7 |
1.1.2 UNIX | 8 |
1.1.3 WINDOWS NT | 9 |
2 HISTÓRICO | 1 |
2.1 O MONITOR RESIDENTE | 12 |
2.2 OPERAÇÃO OFF-LINE | 15 |
2.3 BUFERIZAÇÃO | 16 |
2.4 SPOOLING | 17 |
2.5 MULTIPROGRAMAÇÃO | 18 |
2.6 TEMPO COMPARTILHADO | 18 |
3 SISTEMAS DE ENTRADA E SAÍDA | 21 |3.1 MAPEAMENTO DE ENTRADA E SAÍDA | 2 |
3.1.1 E/S Mapeada em Memória | 2 |
3.1.2 E/S Mapeada em Espaço de E/S | 2 |
3.2 MÉTODOS DE TRANSFERÊNCIA CONTROLADA POR PROGRAMA | 24 |
3.2.1 Modo Bloqueado (Busywait) | 24 |
3.2.2 Polling (Inquisição) | 24 |
3.2.3 Interjeição | 26 |
3.2.4 Interrupção | 26 |
3.2.4.1 Interrupção c/ 1 Nível de Prioridade | 27 |
3.2.4.2 Interrupção deum Nível de Prioridade com Vários Dispositivos | 29 |
3.2.4.3 Interrupção c/ Múltiplos Níveis de Prioridade | 30 |
3.2.4.4 Identificação da Fonte de Interrupção | 32 |
4 PROCESSOS | 34 |
4.1 O NÚCLEO DO SISTEMA OPERACIONAL | 38 |
4.1.1 Um Resumo das Funções do Núcleo | 39 |
Apostila de Sistemas Operacionais - Prof. Rômulo | 2 |

4.2.1 Escalonamento FCFS ou FIFO | 40 |4.2.2 Escalonamento Round Robin (R) | 40 |
4.2.3 Escalonamento com Prioridades | 42 |
4.2.4 Multilevel Feedback Queues | 43 |
4.2.5 Escalonamento com Prazos | 45 |
4.2.6 Escalonamento Shortest-Job-First (SJF) | 46 |
4.3 COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS (IPC) | 46 |
4.3.1 Processamento Paralelo | 47 |
4.3.1.1 Comandos PARBEGIN e PAREND (Dijkstra) | 47 |
4.3.1.2 Comandos FORK e JOIN(Conway e Dennis) | 49 |
4.3.2 Exclusão Mútua | 49 |
4.3.3 Regiões Críticas | 50 |
4.3.4 Primitivas de Exclusão Mútua | 51 |
4.3.5 Implementação de Primitivas de Exclusão Mútua | 52 |
4.3.6 Exclusão Mútua para N Processos | 53 |
4.3.7 Semáforos | 53 |
4.3.7.1 Sincronização de Processos com Semáforos | 5 |
4.3.7.2 A Relação Produtor-Consumidor | 56 |
4.3.7.3 SemáforosContadores | 57 |
4.3.7.4 Implementando Semáforos, P e V | 58 |
4.3.8 Monitores | 59 |
4.4 DEADLOCKS E ADIAMENTO INDEFINIDO | 64 |
4.4.1 Exemplos de Deadlocks | 64 |
4.4.2 Um Deadlock de Tráfego | 64 |
4.4.3 Um Deadlock Simples de Recursos | 65 |
4.4.4 Deadlock em Sistemas de Spooling | 65 |
4.4.5 Adiamento Indefinido | 6 |
4.4.6 Conceitos de Recursos | 6 |
4.4.7 QuatroCondições Necessárias para Deadlock | 68 |
4.4.8 Métodos para Lidar com Deadlocks | 68 |
4.4.9 Prevenção de Deadlocks | 69 |
4.2 ESCALONAMENTO DE PROCESSOS .............................................................................39 Apostila de Sistemas Operacionais - Prof. Rômulo 3
4.4.9.2 Negando a Condição “Hold and Wait” | 69 |
4.4.9.3 Negando a Condição “No Preemption” | 70 |4.4.9.4 Negando a Condição “Circular Wait” | 70 |
5 GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA | 71 |
5.1 CONCEITOS BÁSICOS | 71 |
5.1.1 Ligação de Endereços (Address Binding) | 72 |
5.1.2 Carregamento Dinâmico (Dynamic Loading) | 73 |
5.1.3 Ligação Dinâmica | 74 |
5.1.4 Overlays | 75 |
5.2 ENDEREÇAMENTO LÓGICO E ENDEREÇAMENTO FÍSICO | 76 |
5.3 SWAPPING | 7 |
5.4 ALOCAÇÃO CONTÍGUA DEMEMÓRIA | 80 |
5.4.1 Alocação com Partição Única | 80 |
5.5 MEMÓRIA VIRTUAL | 84 |
5.5.1 Paginação | 84 |
5.5.2 Algoritmos de Paginação | 85 |
5.5.3 Segmentação | 85 |
6 BIBLIOGRAFIA | 87 |
4.4.9.1 Negando a Condição “Mutual Exclusion”...................................................69 Apostila de Sistemas Operacionais - Prof. Rômulo 4
1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA OPERACIONALPodemos dizer sem receio que um computador sem software não passa de peso para papel. Talvez a prova mais evidente nos dias atuais é o sucesso nos sistemas operacionais da Microsoft Corp. O grande motivo deste sucesso, apesar de muitas pessoas de renome afirmarem que os sistemas operacionais da Microsoft não são tecnicamente bons, deve-se à enorme quantidade de software disponível para estes...
tracking img