Sistematização da assistência de enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2189 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA
GRADUAÇÃO
CURSO DE ENFERMAGEM

Roberta Carolline Rezende

SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAFEM
(SAE)

São Gonçalo
2011

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO...................................................................................1

1 SISTEMATIZAR É PERDER TEMPO?..........................................2

2 A PRÁTICA DIÁRIA E OTEMPO..................................................3

3 A COMUNICAÇÃO E O TEMPO DO ENFERMEIRO....................4

4 AVALIANDO O PROCESSO DE ENFERMAGEM.........................5

5. O FUTURO ENFERMEIRO............................................................7

6 CONCLUSÃO .................................................................................8

Introdução

O artigofala de um estudo realizado em uma unidade semi intensiva de uma instituição, onde fala da importância de uma forma de sistematizar com mais agilidade. Foi desenvolvido uma sistematização mais prática onde agiliza o andamento do processo e é de facil entendimento dos colaboradores. Isso faz com que o enfermeiro esteje mais presente, mesmo que em tempo menor, participando do cuidado direto, vendotodas as etapas da sistematização, e melhor vendo o resultado disso tudo. Sistematizar não é perder tempo, mas ao contrario, é agilizar um processo que sem a sistematização demoraria mais.

Sistematizar é perder tempo?

A sistematização da assistência de Enfermagem (SAE) vem sendo utilizada na resolução de problemas dos pacientes e tornar o cuidado individualizado.
Sendo assim, o ConselhoFederal de enfermagem (COFEN) considerou em sua Resolução 272, de 2002,ser tarefa privativa do enfermeiro o processo de Enfermagem em sua implantação, planejamento organização, execução e avaliação. Esse processo compreende as etapas: histórico, exame físico, diagnostico, prescrição e evolução de Enfermagem.
Assim, nas instituições de saúde e na assistência domiciliar existe a obrigatoriedade de suarealização.
É necessário o uso de habilidade do pensamento critico para que o enfermeiro, na tomada de decisão, identifique corretamente as necessidades do paciente e determine ações para satisfazê-las.
Se o enfermeiro estiver comprometido com sua pratica, possuirá consciência de sua responsabilidade ética e profissional. O profissional comprometido é aquele que não se acomoda, nem deixa paradepois, busca constantemente soluções para os problemas, não só dos pacientes, mas também de sua equipe e local de trabalho, empenhando-se para melhorar a qualidade da assistência prestada.
Apesar de ser uma atividade privativa do enfermeiro, o processo de Enfermagem, para ser realizado integralmente, necessita da colaboração de toda equipe de Enfermagem.
É de fundamental importância que não só oenfermeiro passe por orientação e treinamento, mas toda equipe de Enfermagem.
Quando a equipe está treinada e orientada para o processo de Enfermagem e existe coesão, ou seja, todos estão com o mesmo objetivo, há maior chance de efetividade da SAE.
A comunicação interpessoal ocorre no contexto da interação face a face, sendo importante para o enfermeiro lembrar que, quando executa a SAE, precisaser compreendido e compreender o outro.
Ganha destaque também no processo de Enfermagem a comunicação escrita, que diz respeito a toda uma documentação representada pelo registro no prontuário do paciente, que possibilita um mecanismo de troca de informações e demonstra o trabalho executado pela equipe de Enfermagem, permitindo avaliar eficiência e eficácia da assistência prestada, além de seureconhecido valor legal.
Em relação à comunicação escrita, vale ressaltar que, para ser efetivos, esses registros devem ser completos, objetivos, claros e concisos, sem preconceitos, valores ou julgamentos, suas citações devem ser compreendidas por todos os membros da equipe a que se destinam, sem apresentar rasuras e utilizando abreviações somente aprovadas no local.

A prática diária e o...
tracking img