Sistemas operacionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1666 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PROCESSOS NO FREEBSD

O Freebsd é um sistema operacional multitarefas. Isso significa que mais de um programa está sendo rodado ao mesmo tempo. Cada programa rodando ao mesmo tempo é chamado de processo. Cada comando que você executar vai iniciar pelo menos um processo, e existe um número de processos de sistema que rodam o tempo inteiro, deixando o sistema funcional.
Cada processoé unicamente identificado por um número chamado process ID, ou PID, e, como arquivos, cada processo tem um dono (owner) e um grupo (group). A informação do dono e do grupo é usada para determinar quais arquivos e dispositivos o processo pode abrir, usando as permissões de arquivo. A maioria dos processos também tem um processo-pai. O processo-pai é o processo que os iniciou. Por exemplo, se vocêestá digitando comandos no shell então o shell é um processo, e quaisquer outros comandos também são processos. Cada processo que você roda desse modo vai ter o seu shell como processo-pai. A exceção a isso é um processo especial chamado init( ). Init é sempre o primeiro processo, então o seu PID é sempre 1. O init é iniciado automaticamente pelo kernel quando o FreeBSD se inicia.
Doiscomando são particularmente úteis para ver os processos no sistema: ps e top. O comando ps é usado para mostrar uma lista estática dos processos correntes, e pode mostrar a PID deles, o quanto de memória eles estão usando, a linha de comando com a qual eles foram iniciados e assim por diante. O comando top mostra todos os processos correntes, e atualiza a lista sempre em alguns segundos, para que vocêpossa ver interativamente o que o seu computador está fazendo.
Por padrão, ps só lhe mostra os comandos que estão rodando e que lhe pertencem. Por exemplo:
% ps
PID TT STAT TIME COMMAND
298 p0 Ss 0:01.10 tcsh
7078 p0 S 2:40.88 xemacs mdoc.xsl (xemacs-21.1.14)
37393 p0 I 0:03.11 xemacs freebsd.dsl (xemacs-21.1.14)
48630 p0 S 2:50.89/usr/local/lib/netscape-linux/navigator-linux-4.77.bi
48730 p0 IW 0:00.00 (dns helper) (navigator-linux-)
72210 p0 R+ 0:00.00 ps
390 p1 Is 0:01.14 tcsh
7059 p2 Is+ 1:36.18 /usr/local/bin/mutt -y
6688 p3 IWs 0:00.00 tcsh
10735 p4 IWs 0:00.00 tcsh
20256 p5 IWs 0:00.00 tcsh
262 v0 IWs 0:00.00 -tcsh (tcsh)
270 v0IW+ 0:00.00 /bin/sh /usr/X11R6/bin/startx -- -bpp 16
280 v0 IW+ 0:00.00 xinit /home/nik/.xinitrc -- -bpp 16
284 v0 IW 0:00.00 /bin/sh /home/nik/.xinitrc
285 v0 S 0:38.45 /usr/X11R6/bin/sawfish

Como é possível ver nesse exemplo, a saída do ps é organizada em um número de colunas. O PID é a ID do processo. Os PIDs são associados começando por 1, e vãoaté 99.999, e voltam para o início quando o número se esgota. A coluna TT mostra qual o programa está sendo rodado, STAT mostra o estado do programa e TIME é a quantidade de tempo que o programa esteve rodando na CPU – isto geralmente não é o tempo decorrido desde que você iniciou o programa, visto que a maioria dos processos passam uma boa quantidade de tempo esperando por outros processos paraterminarem antes que eles possam utilizar a CPU. Finalmente, COMMAND é a linha de comando que foi utilizada para rodar o programa.
O ps suporta uma gama de opções diferentes para mudar a informação que está sendo mostrada. Uma das mais úteis é a AUXWW. O A mostra informações sobre todos os processos correntes, e não somente aqueles que você possui. O U mostra o nome do usuário do dono doprocesso e também o uso de memória. O X mostra informação sobre processos daemon e o WW mostra a linha de comando completa, ao invés de truncá-la quando ela for maior do que a tela.
A saída do top é similar a do ps. Uma chamada simples é assim:

% top
last pid: 72257; load averages: 0.13, 0.09, 0.03 up 0+13:38:33 22:39:10
47 processes: 1 running, 46 sleeping
CPU states: 12.6%...
tracking img