Sistemas estruturais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A procura de fontes de energia alternativas em detrimento das fontes de energia convencionais tem crescido bastante ao longo dos últimos anos, não só pela consciencialização por parte da sociedade dos problemas ambientais associados ao efeito de estufa e ao aquecimento global, como também pelo surgimento de orientações comunitárias cada vez mais restritivas relativamente àsemissões gasosas, como o Protocolo de Quioto, e ainda pela percepção de que os combustíveis fósseis constituem fontes de energia não renováveis e que, a longo prazo, tornar-se-ão escassos.

É sobretudo no sector da electricidade que as energias renováveis assumem um papel crucial no controlo dos problemas ambientais associados à utilização das fontes energéticas convencionais. A redução do peso dascentrais térmicas no sistema produtor eléctrico pela incorporação de fontes renováveis constitui assim uma medida de extrema importância na redução das emissões gasosas.

Uma das fontes de energia renovável que permite obter electricidade é a energia eólica, ou seja, a energia que provém do vento. O aproveitamento desta energia é feito desde a antiguidade para os mais diversos fins, nomeadamentepara mover barcos impulsionados por velas ou para fazer funcionar a engrenagem de moinhos, ao mover as suas pás.

A energia eólica tem a sua origem nos deslocamentos das massas de ar provocados pelas diferenças de pressão atmosférica entre regiões distintas. Essas diferenças de pressão têm origem térmica estando directamente relacionadas com a radiação solar e os processos de aquecimento dasmassas de ar. Estima-se que entre 1 a 2% da energia proveniente do sol (o sol irradia cerca de 174 423 000 000 000 kWh), é convertida em energia eólica.

Em 1988 foi criado o primeiro parque eólico em Portugal localizado em Santa Maria, nos Açores. Após ter atravessado um período de estagnação, o desenvolvimento desta energia no nosso país acentuou-se a partir do ano 2002 devido ao desenvolvimentode programas, como o Programa Energia ou o Programa E4, que permitiram criar algumas condições para o desenvolvimento real da energia eólica.

Actualmente, de acordo com dados da Direcção Geral de Geologia e Energia (DGGE) de Maio de 2006, a distribuição de parques eólicos abrange quase todo o território nacional com cerca de 1239 MW de potência instalada, 119 parques eólicos e 750aerogeradores. Destes parques, mais de metade (63,9%) têm potências instaladas inferiores a 10 MW; 29,4% dos parques apresenta potências entre 10 a 25 MW; 4,2% potências entre 25 e 50 MW e apenas 2,5% dos parques apresentam uma potência instalada superior a 50 MW.

A nível mundial foram instalados em 2005 um total de 11769 MW em parques eólicos segundo dados do Conselho Mundial de Energia Eólica (Global WindEnergy Council – GWEC). Relativamente ao ano de 2004, foi verificado um crescimento de 43%, quando haviam sido instalados 8207 MW. O ranking eólico mundial é liderado nos cinco primeiros lugares pela Alemanha (18428 MW), Espanha (10025 MW), Estados Unidos (9149 MW), Índia (4430 MW) e Dinamarca (3122 MW). Neste ranking, Portugal surge entre os países que chegaram ao patamar dos 1000 MW, juntamentecom países como a Itália, Reino Unido, Holanda, China e Japão (Figura 1).


Figura 1 – Principal ranking de produção eólica mundial (dados de 2005)

2. OBJECTIVO

Este trabalho tem como objectivo caracterizar a energia eólica enquanto fonte de energia renovável na produção de energia eléctrica, procurando identificar as transformações de energia conducentes ao aproveitamento destaenergia, o princípio de funcionamento da tecnologia utilizada, a eficiência da conversão de energia e os aspectos económicos associados à energia eólica.


3. A FONTE DE ENERGIA – O VENTO

É a partir da energia cinética do vento que se pode obter energia eléctrica ou mecânica, sendo importante conhecer os fenómenos que estão na sua origem, bem como as suas direcções dominantes de modo a...
tracking img