Sistemas erp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1176 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sistemas de Informação

Sistemas ERP
(Enterprise Resource Planning )

Salvador – BA

2012

Equipe:

“Este trabalho tem por finalidade
apresentar de forma prática
os Sistemas ERP”

Salvador – BA

2012

SUMÁRIO
* Introdução
* Estrutura típica dos sistemas ERP
* Implantação de Sistemas ERP
* Tabela: Metodologia de Implantação de Sistemas ERP
* Benefíciosda utilização de sistemas ERP
* Utilização de sistemas ERP no processo de desenvolvimento de produtos
* Fornecedores de sistemas ERP
* Conclusão
* Referências

INTRODUÇÃO

Sistemas ERP - (Enterprise Resource Planning)

O uso de softwares destinados à gestão empresarial, denominados sistemas ERP – Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) - tevegrande crescimento, a partir de 1990, nos mercados americano e europeu e, desde 1996, o mercado brasileiro vem presenciando uma demanda crescente pelo uso dessas ferramentas.

O ERP é um sistema integrado e possui uma arquitetura aberta, viabilizando a operação com diversos sistemas operacionais, banco de dados e plataformas de hardware. Desta forma, é possível a visualização completa das transaçõesefetuadas por uma empresa. Esses sistemas oferecem às organizações a capacidade de modelar todo o panorama de informações que possui e de integrá-lo de acordo com suas funções operacionais.

É justamente esta promessa de integração a principal motivação para adoção de sistemas ERP. Bergamaschi e Reinhard (2000) comprovam essa afirmação ao identificarem as motivações que levaram as organizações ainiciar a implementação de um software ERP entre os gerentes de projeto.

Os sistemas ERP surgiram a partir da evolução dos sistemas MRP (Material Resource Planning). Neles, foram agregados as funções de programação mestre da produção, cálculo grosseiro de necessidades de capacidade, cálculo detalhado de necessidade de capacidade, controle do chão de fábrica, controle de compras e, maisrecentemente, Sales & Operations Planning. Dessa forma, os sistemas MRP deixaram de atender apenas as necessidades de informação referentes ao cálculo da necessidade de materiais, para atender às necessidades de informação para a tomada de decisão gerencial sobre outros recursos de manufatura. O MRP passou, então, a ser chamado de MRP II (Manufacturing Resource Planning -  Planejamento de Recursos deManufatura).
Com o objetivo de ampliar a abrangência dos produtos vendidos, os fornecedores de sistemas desenvolveram mais módulos, integrados aos módulos de manufatura, mas com escopo que ultrapassa os limites da manufatura. Como exemplo, foram criados os módulos de Gerenciamento dos Recursos Humanos, Vendas e Distribuição, Finanças e Controladoria, entre outros. Esses novos sistemas, capazesde suportar as necessidades de informação para todo o empreendimento, são denominados sistemas ERP.

Estrutura típica dos sistemas ERP
Os sistemas ERP são compostos por uma base de dados única e por módulos que suportam diversas atividades das empresas. A figura abaixo apresenta uma estrutura típica de funcionamento de um sistema ERP. Os dados utilizados por um módulo são armazenados na base dedados central para serem manipulados por outros módulos.

Acima temos a representação de uma Estrutura típica de funcionamento de um sistema ERP.
Os módulos citados na figura estão presentes na maioria dos sistemas ERP. Alguns sistemas ERP possuem módulos adicionais, como: Gerenciamento da Qualidade, Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Manutenção, etc.

Implantação de Sistemas ERPAs metodologias de implantação encontradas em artigos e livros especializados (Colangelo, 2001; ZWICKER e SOUZA, 1999, 2000) apresentam, principalmente, cuidados com a parte tecnológica e estrutural da mudança organizacional. Entretanto, a preocupação com os aspectos humanos limita-se ao treinamento dos usuários.

Etapa | DESCRIÇÃO |
1º | Tomada de decisão pela implantação ou não do...
tracking img