Sistemas eleitorais e partidos policos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUIÇÃO QUE ESTUDA


CURSO



SEU NOME











SISTEMAS ELEITORAIS E PARTIDOS POLITICOS















SUA CIDADE
2013
SEU NOME








SISTEMAS ELEITORAIS E PARTIDOS POLITICOS








Trabalho apresentado por (COLOQUE SEU NOME) como requisito para obtenção de grau de notas na matéria de ciênciaspolíticas.




















SUA CIDADE
2013









































































Dedico este trabalho aos meus familiares professores, colegas de trabalho e estudo, pela orientação, dedicação e incentivo nessa fase do meu curso.RESUMO





Será falado neste trabalho sobre os temas sistema eleitoral e partidos políticos e como são os funcionamentos destes partidos políticos em geral e no Brasil.


































INTRODUÇÃO

Por sistema eleitoral devemos entender o conjunto de regras necessárias à computação dos votos e sua consequente transformação emmandatos.
O sistema eleitoral é uma realidade institucional que se propõe a viabilizar a representação política através de uma estratégia de composição das escolhas e opções políticas da sociedade.



























IMPORTARCIA DA ESCOLHA DO SISTEMA


Tendo em vista que cada sistema eleitoral condiciona as condutas dos agentes políticos, é de grandeimportância o estudo de cada sistema, exatamente porque cada um vai apresentar distorções e peculiaridades próprias que podem ser exploradas para uma maior representatividade de determinando partido e o alcance mais célere do poder.
Saliente-se que as preocupações imediatistas dos interesses políticos podem frequentemente ocultar as consequências de longo prazo de um sistema eleitoral em particular e oeventual comprometimento das instituições sociais.
O sistema eleitoral influencia a tomada de decisões dos diversos agentes políticos envolvidos. O sistema eleitoral funciona quase como a regra do jogo político, porque em última análise cada partido ou político individualizado deseja obter o maior número de votos ou a melhor forma de um conjunto de votos para se eleger.
Assim, podemos indagar: deque maneira o sistema eleitoral escolhido facilita ou dificulta a resolução de conflitos entre líderes de partidos? Qual a efetiva influência do partido sobre os indivíduos eleitos por este mesmo partido? O sistema estimula o individualismo ou a vinculação aos ideais partidários? Qual a influência que determinado sistema tem sobre a fidelidade partidária?
Tais considerações devem ser partes daequação tanto quando da escolha como quando da reforma de um determinado sistema eleitoral. Essa ponderação determinará quão estável será o sistema e sua legitimidade popular em longo prazo.
Dentro dessa busca de legitimidade social, verificamos que um sistema eleitoral pode ser concebido como um instrumento para favorecer a representação geográfica local e para promover proporcionalidade. Épossível ainda fomentar o desenvolvimento de partidos políticos nacionais fortes e duradouros.
Quanto aos partidos, é inegável perceber que o sistema eleitoral acaba por condicionar quesitos como a quantidade de partidos e as dimensões de cada um. O sistema pode encorajar uma multiplicidade de facções internas ou favorecer a centralização do controle e das pautas políticas.
Por fim, o sistemaeleitoral acaba por ter efeito sobre a própria sociedade, podendo agravar ou moderar tensões e conflitos. Se o sistema eleitoral não for considerado justo e capaz de permitir uma verdadeira identificação da sociedade com os representantes, ou o sistema político inviabilizar que a oposição sinta a possibilidade de vencer as próximas eleições, os derrotados, ou outros grupos sociais pode sentir-se...
tracking img