Sistemas de gobierno en los inicios de la edad moderna 154-178

Resumo Van Dulmen

“Sistemas de gobierno en los inicios de la Edad Moderna” 154-178“, em El primitivo Estado Moderno


 A partir do século XVI transição feudal-estamental paracapitalista-burguês, devido a dois temas princ.
 1 – queda dos grandes impérios formados na baixa idade media (mas em expansão: Espanha, Alemanha e império otomano)
 2 – regressão do poder urbano feudal nosreinos Itália e Espanha, e crescimento de novas formas de poder, tres tipos se destacam:
 Estado constitucional – liberal -absolutista, Alemanha Escandinávia, Polônia, Rússia
 Republica nobiliária
As razoes por cada rumo de sistema devido a posição dos príncipes, burgueses e nobres no cenário político.

Os grandes impérios.

 Mesmo com a tendência à formação de grandes impérios, trêssucumbiram-se em suas próprias aspirações com a entrada da idade moderna: monarquia universal espanhola, , império otomano, sacro império germânico

Espanha

 Conquistou uma posição hegemônica naEuropa, devido a afortunada política matrimonial dos Habsburgo e às conquistas coloniais no Novo Mundo.
 Felipe II uniu ao seu território Borgonha, países baixos, reinos espanhóis, Napole e Sicilia,Cerdeña. Milan e Siena e, grande império de ultramar e norte da áfrica conquistado. Depois Portugal.
 Não era uma monarquia com administração centralizada e governo absoluto. Carlos V e Felipe IIdesenvolveram os mais altos órgãos do governo:
 Dotaram a administração de conselheiros burgueses estabelecido no El Escorial, lugar que reunia sede administrativa, residência, espaço cultural ereligioso e panteão.
 O que manteve a monarquia universal foi a dinastia real e o poder da nobreza.
 Inquisição era a única entidade com caráter nacional, a luta contrareforma imperial deu a faltaimpressão de unidade inexistentes na política e cultura.
 O poder político da Espanha se baseava numa burocracia eficaz, num exercito forte, no compromisso hegemônico de Castilla –único lugar que a...
tracking img