Sistema reprodutor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANATOMIA DO SISTEMA
REPRODUTOR

DEFINIÇÃO



É o sistema composto por estruturas
anatômicas que têm a capacidade de
produzir gametas (óvulos), hormônios e
gerar uma nova vida.

EMBRIOGÊNESE

EMBRIOGÊNESE

CONSIDERAÇÕES GERAIS:



Alterações funcionais
processo gestacional, o
que demanda aumento de volume, alterações
morfológicas, etc., pela presença do feto, porém,
acondição gestacional é algo que varia de acordo
com cada espécie e para que este aconteça, a
fêmea tem que estar em fase reprodutivas,
conhecida como período estral (ciclo estral).

CLASSIFICAÇÃO DAS FÊMEAS DE ACORDO COM
CICLO ESTRAL:


Fêmeas monoéstricas = são fêmeas que ciclam
uma única vez por período, mantendo um longo
período de anestro (ausência de cio). Ex. cadelas. CLASSIFICAÇÃO DAS FÊMEAS DE ACORDO
COM CICLO ESTRAL:


Fêmeas poliéstricas estacionais = são fêmeas que
ciclam em períodos estacionais específicos. Ex.
éguas que ciclam na primavera e verão.

CLASSIFICAÇÃO DAS FÊMEAS DE ACORDO
COM CICLO ESTRAL:


Fêmeas poliéstricas não estacionais = são fêmeas
que ciclam várias vezes ao ano, independente de
estação. Ex. vacas.

CLASSIFICAÇÃO DASFÊMEAS QUANTO:


A parição:
1.
2.

Uníparos – primeira cria

3.



Núliparos – nunca pariu

Multíparos – muitas crias

Ao número de filhotes:
1.

Monótoca – um único filhote (eqüinos e
ruminantes)

2.

Polítoca – vários filhotes (suínos e

carnívoros)

CONSTITUIÇÃO DO SISTEMA GENITAL
FEMININO




Ovários: produção de óvulos e hormônios
(estrógeno, inibina,progesterona)
Tubas uterinas: maturação dos óvulos,
fertilização e capacitação espermática



Útero: proteção e nutrição do concepto



Vagina: canal da cópula e do parto



Vulva: abertura do vestíbulo para o exterior

OVÁRIOS


Gônadas duplas (direito mais cranial que esquerdo);



São estruturas elipsóides, parenquimatosas podendo
se diferenciar entre as espécies;

Localização: parte dorsal do abdome;



Estão contidos na bolsa ovárica;





A função é controlada pelos hormônios hipofisários;
Produção do óvulo.

COSNTITUIÇÃO


Córtex;



Medula;



Hilo;



Túnica Albugínea.

OVÁRIOS


Carnívoros = formato de amêndoa;



Suínos = formato globuloso (cacho de uva);



Ruminantes = formato oval;

Eqüinos = formato riniforme (feijão).

OVÁRIO
S

TUBAS UTERINAS





São estruturas estreitas, tortuosas;
Possuem 3 porções: o infundíbulo (extremidade
cranial livre com as fímbrias), seguida por uma
porção tubular que se divide em ampola e istmo.

Infundíbulo

Recebe o ovócito liberado
na ovulação
Margem - fímbrias

Ampola

Ocorre a fecundação

Ístimo

Transporte ÚTERO


Do grego hystera; do latim uterus-uteri:
ventre materno;



É um órgão muscular oco que continua
com as tubas uterinas. Ele se abre
caudalmente com a vagina e contém o
concepto desde a fecundação até o
nascimento;

ÚTERO



Devido à fusão dos ductos paramesonéfricos
na vida embriológica, os úteros classificam-se
em:



Útero duplo: roedores, marsupiais,elefantes;
Útero simples: mulher, primatas, alguns
edentados (tamanduá, tatu, preguiça);
– Útero bicórneo: espécies domésticas.

Divisões do útero:
• Cornos uterinos
• Corpo do útero
• Colo do útero
(cérvix)
Representa o fechamento do útero,
Parede espessa e facilmente palpável,
Lúmen abre-se somente no estro e nascimento,
Fechamento do colo formam-se as pregas da
mucosa

gata VAGINA


Do grego elytron, elytrou; do latim vagina,
vaginae: envoltório;



Órgão feminino da cópula e canal do parto;



Forma: cilíndrica;



Estende-se desde o colo uterino até a vulva;



Possui o vestíbulo (parte caudal ou terminal com
glândulas vestibulares) e o fórnix (parte cranial
em forma de anel).

VESTÍBULO DA VAGINA
• Início na vulva
•...
tracking img