Sistema participativo likert

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1721 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O SISTEMA LIKERT

Partindo do pressuposto de que a ação administrativa nunca é igual em todas as empresas, sendo um processo relativo pois depende de inúmeras variáveis, na década de 1960, Likert desenvolveu quatro sistemas de gestão, que descreveram a relação, o envolvimento e funções entre a direção e os subordinados em ambientes industriais. Os quatro sistemas são o resultado do estudo queele fez com os supervisores altamente produtivos e os membros da equipe de uma companhia de seguros americana. Mais tarde, ele e Jane G. Likert revisaram os sistemas para aplicá-los nos contextos educativos.

Os quatro sistemas são :



• Sistema 1 – Autoritário e Coercitivo: é um sistema autocrático e forte, coercitivo e arbitrário, que controla rigidamente tudo o que ocorre dentroda organização. É o sistema mais duro e fechado.

• Sistema 2 – Autoritário e Benevolente: é um sistema administrativo autoritário que constitui uma variação atenuada do Sistema 1. No fundo é um Sistema 1 mais condescendente e menos rígido.

• Sistema 3 – Consultivo: é um sistema que pende mais para o lado participativo do que para o lado autocrático e impositivo, como nosdois sistemas anteriores. Representa um gradativo abrandamento da arbitrariedade organizacional.

• Sistema 4 – Participativo: é um sistema administrativo democrático por excelência. É o mais aberto de todos os sistemas. Likert acredita que quanto mais o estilo administrativo da empresa se aproximar deste sistema, maior será a probabilidade de alta produtividade.




Para Likertquanto mais próximo o estilo administrativo estiver do sistema 4, maior é a chance de ter alta produtividade. Ele critica as organizações que procuram eficiência apenas por uma base mecanicista do homem, esquecendo de outras variáveis, que em sua opinião, são de extrema importância para a produtividade. O comportamento humano para ele é, por exemplo, uma variável que pode alterar o sistema, assim nãodevendo ser negligenciado. A sua obra teve grandes repercussões na teoria organizacional e no estudo da liderança. Likert baseou-se em inquéritos intensivos a empregados de companhias industriais, em que os interrogava sobre o comportamento dos seus supervisores. As respostas permitiram-lhe definir vários perfis ou estilos de liderança, que depois associou ao nível de desempenho das empresas.O SISTEMA PARTICIPATIVO


A ideia da Administração Participativa é uma das mais antigas, nasceu na Grécia, com a Democracia, há mais de 2000 anos. Mas, revela-se como um paradigma, pois é uma das mais avançadas formas de gestão administrativa da atualidade.

Administração participativa é uma filosofia ou doutrina que valoriza a participação das pessoas no processo de tomar decisões sobre aadministração das organizações, consiste em compartilhar as decisões que afetam a empresa, não apenas com funcionários, mas também com clientes ou usuários, fornecedores, e eventualmente, distribuidores ou concessionários da organização.

A participação aproveita o potencial intelectual, aumentando a qualidade das decisões e a maior satisfação e motivação; aprimorando a competitividade dasorganizações.Os subordinados são motivados por sua participação e envolvimento no desenvolvimento de recompensas econômicas, fixação de metas e de métodos de avaliação do progresso em relação às metas.

No Modelo de Administração Participativo (ou Consultivo) predomina a liderança, a disciplina por autocrítica e autocontrole e a autonomia por autogestão de suas responsabilidades. Empresas queutilizam o modelo Participativo são chamadas de Orgânicas.



• Exemplo de empresa com Administração participativa:

Toyota: Nos anos 50 a Toyota foi a primeira empresa japonesa a conseguir fazer mais produtos, de melhor qualidade, usando número menor número de funcionários e chefes.




As Estratégias de Administração Participativa agrupam-se em quatro categorias...
tracking img