Sistema nervoso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (281 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROTOCOLOS – SISTEMA NERVOSO



CRÂNIO LOCALIZADO




- decúbito dorsal; máscara + suporte de pescoço. Suporte para os pés
- lasers alinhados
- 3 ou mais campos; dose prescrita naisodose resultante
- uso de proteções e filtros em cunha
- dose: 30 x 200cGy = 6000 cGy ou 25 x 200cGy = 5000cGy mais BOOST de 5 x 200 cGy.
- observar entrada e saída de campo. Quantomaior o número de campos, melhor planejamento.




CRÂNIO TOTAL




- decúbito dorsal + suporte para pescoço
- lasers alinhados
- 2 campos paralelos e oposto: 1 no lateral direito,outro no esquerdo
- angulação do colimador para não irradiar cristalino, mesmo na contra-lateral.
- dose prescrita no ½ do DLL (diâmetro látero lateral). Metade da dose de cada lado.
-dose: 10 x 300 cGy = 3000cGy ou 20 x 200 cGy. Tratamento paliativo








NEURO-EIXO




- decúbito ventral
- base própria para neuro-eixo com apoio de TESTA e QUEIXO. Fazercoluna cervical o mais RETO possível.
- máscara para mobilizar campos do “neuro”
- neuro: 2 campos opostos. Proteções próprias (face). Dose prescrita no ½ do DLL.
- eixo (coluna): um ou doiscampos diretos. Dose prescrita na profundidade da medula.
- IMPORTANTE: divergência dos campos (cranial e coluna). Necessidade de cálculo de GAP entre os campos. Angulação do colimador nocampo cranial.
- dose: geralmente para adultos, dose diária de 180cGy (17 a 20 frações) e para crianças, dose diária de 150 cGy (15 a 18 frações). Depende do caso.


HIPÓFISE

- decúbitodorsal + máscara. Alinhamento com lasers
- Base angulada: hiperflexão
- 3 campos: um anterior + dois látero laterais
- Proteção, campos pequenos, necessidade de filtro em cunha nas laterais- dose prescrita na isodose resultante
- terapia em arcos (dois arcos, com filtro)
- dose: 25 x 180cGy = 4500 cGy ou 28 x 180 cGy = 5040 cGy.







-----------------------
[pic]
tracking img