Sistema financeiro brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O Sistema Financeiro Brasileiro: Evolução do Crédito no
Brasil Pós-Plano Real


Resumo: Esta pesquisa analisa a estrutura do sistema financeiro brasileiro pós-processos de consolidação e internacionalização, que ocorreram a partir do momento em que a economia brasileira se estabiliza e inicia-se o processo de abertura financeira (1994). Com o foco na evolução do mercado de crédito, busca-seanalisar o comportamento da firma bancária, sua eficiência microeconômica e, por fim, sua presença no financiamento dos agentes presentes na economia brasileira. O período analisado envolve determinados acontecimentos e decisões, tanto por parte do governo brasileiro como do próprio comportamento das instituições financeiras, que influenciaram o mercado de crédito e, criaram um ambientemacroeconômico marcado pela incerteza, resultando na busca por operações menos arriscadas, com mais liquidez, e assim, prejudicando a capacidade de financiamento no país.
PALAVRAS CHAVES: Sistema Financeiro Brasileiro; evolução do mercado de crédito; abertura financeira.





O Sistema Financeiro Brasileiro: Evolução do Crédito no
Brasil Pós-Plano Real

1. Introdução

Entender ofuncionamento das instituições financeiras no Brasil atual exige, sobretudo, uma análise histórica de todo o cenário macroeconômico que antecede o processo de estabilização econômica e, por conseqüência, verificar como ocorreu a adaptação do sistema financeiro nacional a uma dinâmica profundamente alterada por processos intensos de abertura para instituições bancárias externas. O objetivo do presentetrabalho é avaliar as alterações sofridas pelo sistema bancário a partir do movimento de internacionalização com base em fundamentos pós-keynesianos.

De acordo com o ideário pós-keynesiano, em uma economia capitalista, o sistema financeiro exerce uma importante e considerável participação no crescimento econômico dado sua função de fornecedor de meios de pagamentos, o que torna funcional asrelações econômicas, ao mesmo tempo em que também são responsáveis pela oferta de recursos financeiros que possibilita a expansão do investimento e do produto. È sob tais conceitos que será analisado o sistema de crédito no Brasil atual.

O sistema financeiro assume uma função crucial quando se trata de avaliar o desempenho de uma determinada economia, uma vez que para impulsionar o crescimentode uma economia é necessário que de fato estejam disponíveis meios de pagamentos condizentes a demanda por moeda pelos investidores, com custos compatíveis, acesso fácil e seguro. Deste modo, a modernização constante dos sistemas de pagamento torna-se necessário para o acompanhamento da expansão econômica, sendo capaz de acomodar o crescimento da renda. Mas, para que isto ocorra, o sistema bancáriodeve não só disponibilizar como também criar novos canais de financiamento que possam servir como crédito de aquisição e de retenção de bens de investimentos.

Sob uma avaliação de natureza keynesiana defende-se que a poupança exerce um papel resultante e não determinante para a promoção dos investimentos. O volume poupado é conseqüência da renda adicional gerada pelos gastos com investimentos.Assim, pode-se dizer que a disponibilidade de poupança não é um obstáculo, mas um resultado. De fato, o empreendedor deve ter ao seu dispor, meios de pagamentos necessários para efetivar suas aquisições, e são estes meios que vão servir de financiamento para os empreendimentos. Deste modo, pode-se definir financiamento como uma determinada reserva de estoque de moeda em circulação em um presentemomento para a utilização em data posterior. Ou seja, financiamento, diferentemente de poupança, não utiliza renda e, se existe carência de funding, este é um problema típico do sistema monetário e não do nível de poupança.

2. A FIRMA BANCÁRIA
3.1 - A Preferência das Instituições Financeiras: Liquidez e Rentabilidade

De acordo com a abordagem pós-keynesiana, os bancos, sendo...
tracking img