Sistema excretor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Monografia Pública
A REFORMA DA CRISTANDADE PELA ROSA E PELA CRUZ

Lutero
PENSAMENTOS DE UM REVOLUCIONÁRIO RELIGIOSO

Pelo Prof. Dr. R. D. Pizzinga, 7Ph.D. (*)
Membro dos Iluminados de Kemet
http://ordoilluminatorum.net/

Introdução

Martinho Lutero (Frater Velado 2004CE)
http://macarlo.com/novaera/galleryvel594.htm

A

LEMANHA, 1517. É o dia 31 de Outubro e o jovem mongecatólico
apostólico romano Martinho Lutero prega às portas da Catedral da
cidade de Wittenberg as suas 95 teses que mudariam a história da
Cristandade. Esta, manipulada pelo corrupto Vaticano, era extorquida com
base no medo do Inferno e os fiéis não tinham acesso aos livros sagrados da

Igreja, em Latim e em Grego, não podendo, portanto, verificar se os atos do
Papa se baseavam realmente naSagrada Escritura. Lutero, considerado um
genial professor de Teologia, queria mudar as coisas, fazendo uma reforma
pela Rosa (o amor a Cristo e o amor do Cristo) e pela Cruz (o símbolo das
injunções que geram a evolução), mas a reforma acabou sendo feita pela
espada, com mais de 100 mil mortos: a turba enfurecida, desperta de sua
letargia Católica pelas palavras do revolucionário religioso,invadiu as
igrejas, saqueando e matando, instigada por agitadores que malversaram as
idéias do monge. Mas Lutero encontrou apoio político e conseguiu mudar a
posição dos nobres que se associavam ao Vaticano para fortalecer seu poder
temporal. Ele conseguiu fazer isto traduzindo para o Alemão o Novo
Testamento – o que colocou a “palavra de Deus” ao alcance do entendimento
de todo o povo. E mais:segundo muitos estudiosos, Lutero e os teólogos que
o seguiram foram os verdadeiros fundadores do Movimento Rosacruz na
Renascença. Um desses teólogos, Johann Valentin Andreae, seria o autor dos
famosos Manifestos R+C (“Fama Fraternitatis” e “Confessio Fraternitatis”).
A idéia parecia ser: resgatar do ranço religioso a essência esotérica dos
ensinamentos do Cristo Jesus, a Rosa de Sharonpregada na Cruz do Mundo
(o suposto karma da Humanidade).

Johann Valentin Andreae (Frater Velado, 2002CE)
http://macarlo.com/novaera/galleryvel451.htm

Objetivo desta Monografia

H

Á REVOLUÇÕES e revoluções e revolucionários e revolucionários.
Quando se fala ou se pensa em revolucionários, pode-se lembrar, por
exemplo, de Spartacus, (120 a. C. – 70 a. C.), gladiador de origem
trácia elíder da mais célebre revolta de escravos contra o Império Romano na
Roma Antiga; pode-se lembrar de Tupac Amaru (morto em 24 de setembro de
1572), último líder indígena do povo inca da época da conquista espanhola;
pode-se lembrar de Mikhail Aleksandrovitch Bakunin (30 de maio de 1814 –
1º de julho de 1876), que defendia que as energias revolucionárias deveriam
ser concentradas na destruiçãodas coisas, no caso, o Estado, e não das
pessoas; pode-se lembrar de Simón José Antonio de la Santísima Trinidad
Bolívar Palacios y Blanco (24 de julho de 1783 – 17 de dezembro de 1830),
militar venezuelano e líder revolucionário responsável pela independência de
vários territórios da América Espanhola; pode-se lembrar de Fidel Alejandro
Castro Ruz (13 de agosto de 1926), líder cubano, porum lado contestado, por
outro admirado, principalmente pela sua ideológica e forte resistência às
influências comerciais e sociológicas dos Estados Unidos da América; podese lembrar de Ernesto Rafael Guevara de la Serna, mais conhecido por Che
Guevara ou El Che (14 de junho de 1928 – 9 de outubro de 1967),
considerado pela revista norte-americana Time Magazine uma das cem
personalidades maisimportantes do século XX; pode-se lembrar de Rosa
Luxemburgo (5 de março de 1871 – 15 de janeiro de 1919), doutora em
Ciências Políticas, filósofa marxista e militante revolucionária polonesa;
pode-se lembrar de Zumbi dos Palmares (1655 – 1695), último dos líderes do
Quilombo dos Palmares; e pode-se lembrar também, entre tantos outros
revolucionários e revolucionárias, de Olga Gutmann...
tracking img