Sistema de gestão ambiental nas emresas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1318 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ENDIVIDAMENTO PÚBLICO

Nilso Fávero

Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

Tecnologia em Processos Gerenciais (EMD/0048) – Economia
06/04/2011

RESUMO

Tratando-se de endividamento público, todos sabem que é uma situação de grande importância para a sociedade, aonde ações governamentais colocam em risco a economia de um país, fazendo sua população viver em um sistemadeterminado pela política socioeconômica.

Palavras-Chave: Endividamento; Política; Economia.

1 INTRODUÇÃO

A evolução do endividamento público representa o crescimento e o rumo de um país, determinando assim sua economia e o seu índice de desenvolvimento.

Frente a uma situação econômica delicada, nos deparamos com questões sociais, que merecem uma grande atenção do setorpúblico.

Nesse estudo, pretende-se levantar as questões que levam ao endividamento público, seu conceito e apresentar a situação brasileira frente a este assunto.

2 ENDIVIDAMETO PÚBLICO

Endividamento público são todas as dívidas que o governo possui convertidas em moeda nacional.

São dois os tipos de endividamento: interno e externo.

Dívida externa:Pode ser pública ou privada efetuada pelo governo ou por empresas estatais, e se da por meio de empréstimos feitos, ou por lançamentos de títulos no mercado externo, à diferença da divida privada é que ela é feita por empresas privadas.

Dívida interna: O governo lança títulos no mercado interno, que são comprados pelos bancos ou fundos.

O endividamento pode ser fonte deinstabilidade podendo gerar episódios de alta volatilidade de produtos e de desempregos, gerando assim um problema macroeconômico, com a necessidade de políticas monetárias e fiscais que também atuam na direção da redução do crescimento econômico. Este endividamento tem sido marcante na maioria das grandes economias.

O Brasil não é um país onde o seu setor público não tem um real controlesobre suas dívidas. No entanto há países muito mais endividados que o Brasil, mas que têm perfis de dívidas muito melhores.

Outro fato que não dá para esconder e que parece ser o grande desafio do ponto de vista macroeconômico é a questão das taxas reais de juros, que são muito altas. O Brasil é, de fato, o campeão mundial em taxa de juros e imposto elevados.

Como os outros paísesemergentes, também emitem dívidas em moeda estrangeira, moeda que não é a das receitas do setor público e nem da maioria das empresas.

3 ENDIVIDAMENTO PÚBLICO DO BRASIL
No cenário econômico que nos deparamos hoje percebemos que o superávit primário que é a receita menos despesa, excluindo juros da dívida e também as elevações das metas fiscais não estão conseguindo atingir o seu objetivoque é a redução da Dívida Pública contra o Produto Interno Bruto.

O governo, por opção política, eleva a sua meta fiscal para cumprir o acordo estabelecido com o Fundo Monetário Internacional, A política de metas está aumentando a dívida pública em proporção ao Produto Interno Bruto, que por sua vez é um dos principais fatores dentro do quadro de instabilidade no país. Não há redução nestarelação, pois a dívida pública está vinculada à emissão de títulos públicos, que por sua vez está indexada a taxa básica de juros, Sistema Especial de Liquidação e Custódia – SELIC. Mantêm-se no Brasil uma política de taxa de juros excessivamente alta na expectativa de,

O pagamento de juros da dívida pública brasileira passou a ser o principal componente do gasto público.

Odéficit público brasileiro é uma bola de neve, pois é causado, em grande parte, pelos próprios juros da dívida. A existência de sucessivos déficits leva ao aumento da dívida interna e externa, e os juros altos são os fatores decisivos para que o governo faça um novo déficit, tornando-o assim prisioneiro do círculo virtuoso da rolagem da dívida.

O remédio para o déficit público, no...
tracking img