Sistema de custeio baseado em atividades (abc): o impacto da implantação na apuração dos custos de produção em uma empresa do setor de embalagens plásticas.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2827 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO







Neane Duarte





SISTEMA DE CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES (ABC): O IMPACTO DA IMPLANTAÇÃO NA APURAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DO SETOR DE EMBALAGENS PLÁSTICAS.










RECIFE (PE), Abril 2009

RESUMO
Opresente trabalho aborda aspectos referentes à uma proposta de Custeio Baseado em Atividades para uma empresa do setor de embalagens plástica, buscando evidenciar o impacto na mensuração dos custos de produção, do setor e Extrusão, causados na implantação do sistema ABC em relação ao Sistema de Absorção já existente na empresa em estudo. O tipo de pesquisa utilizada foi exploratório, tratando dosseguintes assuntos: Conceito do sistema de Absorção, conceito sobre o sistema ABC, aspectos sobre o mercado de embalagens plásticas, aspectos da empresa em estudo. Foi utilizado também um estudo de caso em uma empresa de embalagens plástica, tendo seus custos apurados pela Absorção e o ABC. Após a análise dos resultados da aplicação dos estudos nesta empresa, percebe-se que esta pesquisa geraindícios de que custeio ABC, não traz alterações significativas nas apurações dos custos do processo da linha de produção pesquisada dessa empresa, pois a parcela dos custos indiretos corresponde a apenas 5% dos custos totais desse setor.








































1. INTRODUÇÃO
1.1 HISTÓRICO DA EMPRESA

A Fibrasa S.A Embalagens foi fundada em10/07/1972 pelo Sr. Atalydes Moreira de Souza e o Sr. Fernand P. C. Schuman, em Serra, Estado do Espírito Santo. Pioneira, a organização foi uma das primeiras a se instalar no CIVIT I – Centro Industrial da Grande Vitória.
Trabalhando de forma inovadora desde sua fundação, a empresa iniciou suas atividades com a manufatura de embalagens de sacaria trançada de polipropileno (PP), também conhecidacomo sacaria de ráfia. Era uma inovação tecnológica na época, pois substituía as sacarias de juta e de algodão. Essa linha de produção teve duas expansões, em 1979 e em 1986 e foi desativada em 1998.
Em 1989 começou a produzir embalagens rígidas de plástico. Iniciou com copos descartáveis de poliestireno (PS) e em 1990 passou, também, a produzir potes e tampas de polipropileno (PP), utilizadas emindústrias de alimentos e de produtos químicos. A produção de copos descartáveis em poliestireno (PS) foi desativada em 1992, dando lugar a fabricação de Copos de polipropileno (PP) devido a grande demanda de produção de copos para indústria de laticínios e sucos e engarrafadoras de água mineral.
No ano de 1996 foi inaugurada a Segunda unidade de produção industrial da Fibrasa, a FibrasaNordeste, situada em Abreu e Lima, estado de Pernambuco, visando o atendimento dos mercados das regiões Norte e Nordeste do Brasil.
Organização de sucesso, a Fibrasa S.A. Embalagens ocupa lugar de destaque no parque industrial Capixaba, sendo uma das 150 maiores empresas do Estado Espírito Santo.



1.2 ATIVIDADES PRINCIPAIS


A Fibrasa se especializou em embalagens rígidas de polipropileno.Aumentou sua participação no mercado nacional, sendo responsável pelo atendimento das indústrias alimentícias da região sul e sudeste nos segmentos de margarinas, laticínios, águas minerais e sucos e indústrias de produtos de limpeza no segmento de sabões.
O polipropileno é um polímero derivado do petróleo largamente utilizado na confecção de produtos plásticos devido principalmente as suaspropriedades físicas e seu baixo custo. Sua forma comercial é um granulado semelhante a grãos de arroz, e é fornecidos em embalagens plásticas de 25 kg.
A produção da Fibrasa é de alta escala, e por lotes. Sendo muito boa a rastreabilidade do processo. A capacidade produtiva cerca 200 toneladas/mês é praticamente constante.
As três etapas principais de fabricação são: a extrusão, a termoformagem, e...
tracking img