Sintese do livro"virando a propria mesa"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (760 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SINTESE DO LIVRO “VIRANDO A PROPRIA MESA”

Ricardo Semler nasceu em 1959, ex-roqueiro, foi Vice- Presidente da FIESP, eleito em 1990, homem de negócios da América Latina pela revista AméricaEconomia, tinha grandes sonhos escrever um livro e entrar em Harvard a universidade estado-unidense aos quais realizou ambos, desde cedo chegou ao mundo com a consciência de que era polêmico,desde quenasceu foi considerado o bebe mais chorão na maternidade, com uma banda descobriu a importância do trabalho em equipe.

Ao entrar na empresa do pai, a Semco, Ricardo ficou assustado ao ver o quão eraformal o mundo dos negócios, logo Ricardo percebeu que seu pai e ele tinham estilos de administração incompatíveis e as diferenças profissionais acabavam por contaminar a relação familiar,Ricardo tinha 4coisas difíceis de engolir:

-Meio dia da semana trabalhava em casa
- Não usava Relógio
-Separava o lado pessoal da empresa
-As pessoas botavam o pé na mesa

Ao criar a fundação Semco Semlerqualificou as pessoas para o mercado de trabalho e somente aos 73 anos seu pai começou a dar valor às pequenas coisas da vida, a autor constata então que a vida que é um eterno aprendizado.

Porconta do sucesso nas palestras empresariais resolveu escrever um livro, a SEMCO é uma empresa que tinha 35 anos de vida e fabricava bombas de navio, em 1980 assumiu a SEMCO, então empresa do pai e mudou aestrutura da empresa, um ano depois a empresa sofreu uma situação delicada do ponto de vista financeiro, mas após um ano a empresa se recuperou e passou a investir na aquisição de empresas como porexemplo,Frakt do Grupo Asea,Horbat(louças) e Dayton(Lavadora de louças),ao adquirir estas empresas Semler faz questão de deixar os empregados a vontade.

Obsolescência para o autor é algo que caiuem desuso, antiquado, um produto que deixa de ser útil mesmo estando em perfeito estado de funcionamento, as empresas se baseiam num modelo coronelista e Ricardo defende cada vez mais a extinção...
tracking img